Afiliado a:

Estudantes de medicina do Pará são destaque na assembleia geral da IFMSA Brazil

Aconteceu, entre os dias 2 e 6 de novembro, em São Paulo, a Assembleia Geral da IFMSA Brazil (International Federation of Medical Students’ Association), evento que reúne estudantes de medicina de todo o país em prol da discussão do futuro da Instituição.

Mais de 20 discentes paraenses estiveram no evento – uma das maiores delegações da IFMSA – participando ativamente das discussões propostas.

Além do grande número de paraenses na assembleia, o estado se destacou também com o prêmio  “Comitê Estrela”, recebido pela Universidade Federal do Pará (UFPA), cuja função é homenagear o melhor comitê do país. A UFPA também faturou os títulos de melhor setor administrativo, de pesquisa e de atividades – incluindo a segunda melhor pesquisa realizada no semestre, o “Azul pelo Autismo”.

E os méritos não se limitaram aos prêmios supracitados. A Diretoria Nacional da IFMSA Brazil, que atualmente gere 125 faculdades em todo o país, contará com seis membros do Pará, eleitos na Assembleia Geral. São eles: Marcello Ferreira – UFPA (Vice-presidente para assuntos externos), Victória Guimarães – UFPA (Secretária geral), João Igor – UFPA (Diretor nacional de Capacity Building), Nathália Gabay – UEPA (Diretora Nacional de Programas e Atividades), Nathana de Kássia – CESUPA (Diretora Nacional de Saúde Sexual e Reprodutiva, incluindo HIV e Aids) e Kayo Gustavo – UFPA (Diretor Nacional de Direitos Humanos e Paz).

Para João Igor, discente da UFPA, um fator de relevância para que obterem esses resultados foi o apoio dado pelo Sindicato dos Médicos do Pará aos alunos de medicina, se fazendo presente quando solicitado.

“Estamos juntos com o Sindicato desde 2015, quando realizamos uma apresentação oficial à diretoria. Ter o apoio e o incentivo de instituições médicas é fortalecer o nosso trabalho em favor da promoção de impacto positivo na sociedade”, disse o estudante de medicina Marcello Ferreira.

Parabenizamos todos os coordenadores locais que se doaram e fizeram com que esse reconhecimento nacional fosse possível para o nosso Estado.

Deixar um comentário