Afiliado a:

Exames para emissão de CNH enfrentam crise no estado

O Sindmepa manifesta preocupação diante da situação das clínicas que prestam serviços de exames médicos e psicológicos para emissão da Carteira Nacional de Habilitação na região metropolitana de Belém. Profissionais da área apontam erros e equívocos do Detran, que não promoveu estudo de viabilidade técnica para seleção de novas clínicas e nem solicitou o parecer de profissionais de medicina do tráfego para a convocação de novas clínicas.

Segundo médicos do tráfego, “o Detran Pará tem agido de forma, no mínimo, inconsequente no que diz respeito ao credenciamento de Clínicas para exames médicos e psicotécnicos no Estado”.

“Já existem, só na capital, 19 clínicas funcionando sem demanda suficiente para manter os custos e as exigências feitas pela referida autarquia. Isso se deve, entre outros fatores, ao fato da mesma não ter apresentado resultado de estudo de viabilidade técnica, que é fundamental para justificar a nova abertura de credenciamento de clínicas”.

O Sindmepa entende como um grande equívoco, por parte da autarquia, a exclusão da participação efetiva da categoria dos médicos do tráfego, bem como dos psicólogos do tráfego, na organização desse serviço. Defende que este serviço essencial deveria contar com a consultoria formal dos referidos especialistas na elaboração ou modificação de portarias que norteiem o mesmo, inclusive questionando o porquê da inexistência de um setor ou Coordenação de Saúde no âmbito da Autarquia. Na ausência de um setor técnico responsável, o sindicato sugere que a categoria médica seja consultada através da Câmara Técnica de Medicina do Tráfego existente no Conselho Regional de Medicina do Pará. Veja o texto na íntegra aqui .

 

Deixar um comentário