Afiliado a:

Hospital Regional de Redenção ameaça reduzir serviços

O atraso no pagamento de honorários médicos, o atendimento acima da capacidade do hospital e o sucateamento tecnológico de equipamentos no Hospital Regional Público do Araguaia, em Redenção, foram algumas das observações do relatório técnico elaborado pelo diretor do Sindmepa, João Gouveia, após visita técnica ao município. O diretor esteve em Redenção nesta semana, na companhia do assessor jurídico do Sindmepa, Eduardo Sizo, para discutir com os médicos locais as condições de trabalho e agressões sofridas por médicos no exercício da profissão. http://migre.me/saM6t

Administrado pela Organização Social Idesma, o Hospital Regional dispõe de 98 leitos, e apresenta instalações gerais boas, mas já começa a apresentar colocação de macas nos corredores da urgência e emergência por estar extrapolando sua capacidade de leitos de observação, relatou João Gouveia.

Todos os médicos são contratados pelo regime celetista e há atrasos no repasse de honorários, que está sendo reposto de forma parcelada pelo Idesma. Segundo a gestão, os problemas no pagamento devem-se ao atraso no repasse de verbas do contrato de gestão mantido com o governo estadual. Desde o início do funcionamento do Hospital, em 2007, os débitos do Estado com o contrato chegam a R$ 17 milhões, informou o Idesma.

Além de excesso de atendimento, observa-se ainda o sucateamento tecnológico dos equipamentos em uso no Serviço de Apoio, Diagnóstico e Terapia (SADT), pois todos datam da inauguração do hospital. A tomografia também está sem funcionamento, com a angiografia e ressonância magnética sendo feitas na rede privada. O Idesma avisou que poderá ser obrigado a reduzir o serviço e pessoal, o que vai comprometer a qualidade do atendimento à população.]

IMG-20151120-WA0011

Hospitais – Outro hospital visitado pela diretoria do Sindmepa foi o Municipal Materno-Infantil, que funciona com 55 leitos, realizando entre 130 a 140 partos por mês. Tem boas condições físicas de atendimento, mas necessita que entre em funcionamento a UCI neo-natal, cujas instalações já estão prontas, mas faltam equipamentos e recursos humanos para começar a funcionar.

Também foi incluído na visita técnica o Hospital Municipal de Urgência e Emergência, que tem 22 leitos e presta serviços de urgência e emergência e internações hospitalares, mas que poderia ser melhor aproveitado. As instalações do centro cirúrgico, por exemplo, poderiam ampliar o atendimento se tivesse suporte com carro de anestesia e outros equipamentos que permitissem cirurgias de maior porte.

Sobre o regime de trabalho, o diretor destacou que “todos os médicos trabalham sob regime de Pessoa Jurídica. Nos plantões de segunda a sexta, diurnos, injustamente os plantões estão sendo pagos em valores bem inferiores em relação aos plantões noturnos e de final de semana e feriados, o que precisa de imediata correção”.

redencao_camara-municipal

AUDIÊNCIAS

Entre as audiências realizadas, estiveram visitas ao Conselho Municipal de Saúde, ao secretário municipal de saúde, Waldimar Nunes da Silva, e ao prefeito municipal, Wanderlei Coimbra. “Explicamos nosso interesse em estreitar relacionamento e abrir o diálogo buscando a melhoria dos serviços de saúde no município”, disse João Gouveia.

Na audiência junto ao Conselho, que contou com a presença da presidente, Patrícia Maria Lima Silva de Souza, foram abordados entre outros temas o atraso de verbas do PAB estadual, que não é repassado pelo Estado há mais de dois anos; e a baixa cobertura da Estratégia Saúde da Família (ESF) na atenção básica, que atinge apenas 31% da população.

Ao prefeito e ao Secretário de Saúde, o Sindmepa informou sobre a instalação da delegacia sindical que vai representar a instituição no município. Também defendida a necessidade de realização de concursos públicos, implantação do PCCR da saúde, de normalização de atrasos de pagamentos de setembro e outubro, de ampliação urgente de atendimento na atenção básica e da inauguração da UPA III. Os gestores garantiram que farão o possível para atender as demandas da categoria, apesar das dificuldades financeiras que apontaram. O Sindmepa enviará ofício aos órgãos competentes sobre o resultado da visita.

 

Deixar um comentário