Afiliado a:

HPSM da 14 recebe primeira visita técnica após reinauguração

O Sindmepa realizou uma visita técnica ao HPSM Mario Pinotti, nesta manhã (18) e constatou que as condições dos instrumentos médicos, materiais, medicamentos e equipamentos são muito boas.

Durante a visita, os diretores Hildebrando Costa, João Gouveia e Wilson Machado verificaram que algumas áreas no PSM da 14 precisam ser ajustadas como a triagem, por exemplo, “usando o protocolo de Manchester há uma grande demora no atendimento aos pacientes. Isto gera muita reclamação e acúmulo de pacientes na sala de espera”, explicou o diretor João Gouveia.

Outra área que precisa ser ajustada é a ortopedia, que não possui uma sala própria para atendimento. “A ortopedia está atendendo junto com clínicos, quando o recomendável é que a ortopedia atenda próximo à sala de gesso”, afirma o diretor.

Na sala onde deveria funcionar a vacinação, funciona o atendimento de assistência social. Não há sala especifica para sutura, elas são realizadas dentro da sala de gesso, o que não é recomendável.

A boa notícia é que a sala amarela, que atende pacientes de média complexidade, já está funcionando a CTI dentro do padrão.

Todas as inconsistências verificadas pelos diretores do Sindicato foram conversadas com o diretor do PSM, Leonardo Lobato, com o coordenador técnico, Ricardo Alves e o Coordenador de urgências, Ivison Carvalho.

Para os diretores, a impressão que fica do PSM Mario Pinotti é que, pelo número de pacientes que o pronto socorro tem recebido apenas nestes três dias que abriu as portas – após o incêndio –, se não houver grandes melhorias nas unidades de urgência e emergência da capital, que possibilite atendimento resolutivo, em pouco tempo o PSM da 14 pode se tornar o mesmo caos que é o PSM do Guamá, com superlotação de pacientes.

O diretor João Gouveia orientou, ainda, que a triagem dos prontos socorros deve ocorrer para atender somente pacientes de média e alta complexidade e os demais pacientes devem ser encaminhados às unidades de saúde de pequeno porte.

 

Deixar um comentário