Afiliado a:

Justiça suspende transferência do PSM de Parauapebas para UPA

A pedido da OAB Seção Parauapebas, liminar concedida pela justiça (3ª Vara Cível de Parauapebas) suspendeu a transferência do Pronto Socorro Municipal para as instalações da UPA do município. A transferência do PSM, que é uma unidade de emergência hospitalar, para a UPA, uma unidade de atendimento de emergência não hospitalar, foi contestada pela população e entidades ligadas à saúde do município desde seu anúncio, há cerca de 15 dias, pelo secretário municipal de Saúde, Juranduy Soares Granjeirohttp://sindmepa.org.br/servidores-protestam-em-parauapebas/.

A decisão do secretário se deu sob a alegação de que a população seria bem melhor atendida na UPA. Porém, a decisão unilateral do Gestor da saúde não foi aceita pelos membros do Conselho Municipal de Saúde e também pelos servidores da saúde, que sabem que uma Unidade de Emergência Hospitalar não pode ser substituída por uma UPA, que tem muito menos recursos e não tem condição de dar suporte a pacientes graves.

O secretário de Saúde havia anunciado que na segunda-feira, 24, seria feita a transferência. Mas diante dos protestos e com a concessão da liminar, a transferência foi suspensa até que o MP analise a situação.

 

Deixar um comentário