Afiliado a:

Médicos de Ananindeua podem entregar a escala de trabalho

Médicos plantonistas que trabalham nas UPAs da Cidade Nova e Icuí Guajará, em Ananindeua, estão pré-dispostos a entregar a escala de trabalho, caso não entrem em acordo com secretaria de saúde do município.

A decisão veio após uma assembleia geral, no Sindicato dos Médicos, para discutir as condições de trabalho e a redução de plantonistas noturnos nas duas UPAs.

Segundo os profissionais, não há local para o repouso médico durante os plantões de 12h, nem lhes são permitidos fazer revezamentos para pequenas pausas.

Para o diretor José Martins, todo médico que trabalha em plantão tem direito a um leito para descanso, água, pausa para ir ao banheiro e refeição. “Isso está na legislação, então temos que cobrar por estas melhorias”, disse.

Os médicos destacaram também que ainda não receberam os plantões extras realizados no natal e Ano Novo (2014/2015) e os plantões realizados entre os dias 25 e 30 julho deste ano.

Uma longa pauta de reclamações foi elaborada durante a assembleia geral. Entre as solicitações, os médicos plantonistas pedem um local para repouso durante os plantões, segurança, materiais para atendimento, remédios, ambulância de suporte e melhorias na atenção básica.

O diretor João Gouveia solicitou que os médicos das duas UPAs construam um relatório destacando as dificuldades que têm vivenciado para realizar o atendimento. Os relatórios e a pauta de reivindicações serão apresentados pelo Sindmepa ao secretário de Saúde de Ananindeua, Paulo Trindade Campos, na próxima segunda-feira (5), na secretaria de saúde de Ananindeua.

Deixar um comentário