Afiliado a:

NOTA DE REPÚDIO

O Sindmepa repudia o comportamento da Organização contratada para administração do Novo Hospital Geral de Parauapebas, a empresa GAMP-GRUPO DE APOIO A MEDICINA PREVENTIVA E A SAÚDE PÚBLICA, pois apesar do contrato de R$ 96.662.900,76 (noventa e seis milhões, seiscentos e sessenta e dois mil, novecentos reais e setenta e seis centavos) se recusa a contratar os médicos respeitando os direitos trabalhistas.

Hoje os profissionais que atuam no Hospital Municipal Teófilo de Almeida Soares são contratados pela Prefeitura ou concursados, tendo seus direitos trabalhistas garantidos, exemplo que deveria ser seguido para o novo hospital.

Como agravante, a Gamp já avisou que vai pagar valores de plantões muito abaixo dos praticados pela Secretaria Municipal de Saúde, em desacordo com a lei municipal que define os valores de plantões.

A GAMP deve estar achando que chegou em uma terra sem lei, já que a Gestão Municipal a recebeu de braços abertos e pelo visto está com carta branca para rasgar a legislação trabalhista.

O Sindmepa informa à sociedade e aos profissionais de saúde que já está tomando todas as providências cabíveis para deter este abuso e alerta sobre os perigos que pode causar ao atendimento da saúde da população. E espera contar nesta luta com o Conselho Municipal de Saúde, a Câmara Municipal e o Ministério Público.

Deixar um comentário