Afiliado a:

Impactos da reforma previdenciária na saúde é tema de palestra no Sindmepa

Os impactos da reforma da previdência na área da saúde foi o tema de uma palestra ministrada, ontem (13), pela advogada Priscila Kohler, no Sindmepa. O evento reuniu médicos e demais profissionais da área da saúde, no auditório do sindicato, para entenderem sobre a PEC 287/2016 e os seus impactos.


Para a advogada previdenciária Priscila Kohler, é importante que aconteça uma reforma na previdência – caso contrário, o governo poderia chegar ao ponto de não ter como pagar a aposentadoria –, porém os moldes impostos pelo governo não trazem benefícios à população.

A advogada comenta que uma das principais mudanças na reforma da previdência, caso ela seja aprovada, seria o aumento do tempo de contribuição. Atualmente o tempo mínimo de contribuição na reforma é de 15 anos com a reforma o tempo mínimo passará para 25 anos.  Hoje não é necessário ter idade, caso a reforma passe a idade será de 65 anos para homem e para mulher.

Entre os impactos da reforma para a área da saúde, Priscila Kohler aponta as mudanças na aposentadoria especial. “Atualmente, somente a exposição a agentes nocivos garantem a aposentadoria especial ao profissional médico. Caso a mudança aconteça, o medico terá que comprovar que a exposição provocou algum problema de saúde”, disse.

Entre algumas dicas para não ter tantos problemas para receber sua aposentadoria, a Priscila Kohler destaca: Fazer avaliação sobre a situação da aposentadoria, verificar no INSS o CNIS (Cadastro Nacional da Informações Sociais) as informações necessárias para a aposentadoria, além de fazer uma contagem para saber se já preenche algum requisito para  se aposentar segundo as regras atuais.

 

Deixar um comentário