Afiliado a:

Pediatras vão manter o movimento de triagem

Após reunião marcada com o secretário Municipal de Saúde, Sergio Amorin, na manhã da última quinta-feira (25), pediatras que trabalham no Pronto Socorro Mario Pinotti decidiram manter o movimento de triagem no HPSM.

Durante a reunião, a Sesma informou que os médicos terão que entrar com um recurso administrativo para receber os plantões em atraso desde outubro de 2016. Segundo alegação da Sesma, os plantões não foram pagos porque os mesmos deixaram de assinar a folha de ponto. Mas os médicos discordam da afirmativa e alegam que há um problema administrativo de comunicação.

De acordo com o diretor João Gouveia, o não pagamento dos plantões realizados há sete meses é um enorme agravante para os médicos pediatras continuarem com o movimento. O assunto será discutido novamente durante uma reunião marcada para a próxima quinta-feira (1), às 10h, no HPSM da 14, entre médicos do HPSM, Sindmepa, a direção do pronto socorro e o secretário municipal de saúde de Belém.

Na reunião, a Sesma se comprometeu a manter esforços para garantir os pagamentos aos médicos sempre no dia 20 de cada mês e informou que a partir do próximo mês os plantões extras terão um reajuste, passando a valer R$ 1.188. A sesma afirmou ainda que irá criar um grupo de trabalho para discutir a contratualização dos médicos que permita que os mesmos tenham garantias de direitos trabalhistas.

Um coordenador será eleito entre os pediatras do Pronto Socorro Mario Pinotti para fazer a interface entre médicos e a direção e tentar melhorar o relacionamento com a administração do HPSM.

Deixar um comentário