Afiliado a:

Plantonistas paralisaram atividades em Marabá nesta segunda-feira

Médicos do hospital municipal de Marabá, administrado pela empresa Humanitar, paralisaram suas atividades nesta segunda-feira como protesto pela falta de pagamento de plantões realizados em julho e agosto.

Eles já haviam protocolado documento, no último dia 14, junto à Humanitar, Secretaria Municipal de Saúde, Ministério Público Estadual e MPT, além do Conselho Municipal de Saúde, informando sobre a paralisação, caso o pagamento não fosse regularizado. Como não tiveram qualquer informação por parte da empresa, paralisaram atividades nesta segunda-feira. Os médicos estão mantendo os 30% dos serviços funcionando, como prevê a lei de greve.

Contratada pela Secretaria Municipal de Saúde de Marabá para fornecimento de mão de obra médica para o Hospital Municipal, a Humanitar foi denunciada pelo Sindmepa por uma série de irregularidades. Entre elas, não ter registro no Conselho Regional de Medicina, não aceitar fazer contratação de médicos com direitos trabalhistas e, posteriormente, por utilizar médicos sem especialidade em substituição a médicos especialistas, como previa o contrato com o Município.

Alguns médicos plantonistas afirmam que os dirigentes da Humanitar avisaram que não vão mais fazer escala de plantonistas médicos a partir de outubro e que a Secretaria de Saúde ficará responsável. Nesta segunda-feira, o Sindmepa recebeu denúncia de cárcere privado e trabalho escravo, por meio de seu site institucional. A denúncia foi encaminhada à assessoria jurídica para averiguação e providências.

Deixar um comentário