Reforma da previdência em debate no Conselho Deliberativo da FMB

A manhã do primeiro dia do Conselho Deliberativo da Federação Médica Brasileira (FMB), que está sendo realizado na sede do Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp), em São Paulo, debateu a proposta de reforma da previdência que tramita no Congresso Nacional (Proposta de Emenda Constitucional 287/2016).

O advogado Kleber Coelho, que assessora o Sindicato dos Médicos de Santa Catarina (Simesc), realizou uma palestra apresentando os principais pontos da reforma, com especial destaque aos aspectos relevantes à atividade médica. “É importante fomentar o amplo diálogo de modo a auxiliar o amadurecimento das críticas à proposta e provocar adequadamente o governo. A Federação, cuja representatividade no âmbito da sociedade é digna de nota, deve aproveitar o espaço que ocupa na sociedade para promover uma crítica propositiva, notadamente no que diz respeito às questões que impactam os benefícios de interesse dos médicos”, destaca.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Seguro Social e Previdência Social de São Paulo (SINSSP), Pedro Totti, fez ampla apresentação sobre os pontos da PEC 287 e as questões que impactarão os trabalhadores caso não sejam feitas alterações. “Sempre discutimos reforma, e estamos fazendo esse debate aqui, porque sempre há cortes de direitos aos trabalhadores. O questionamento é: por que não é usada uma lógica diferente, que não onere o trabalhador? ”, indaga.

Os dirigentes médicos que participaram do debate, puderam esclarecer as dúvidas e conseguiram esclarecer os pontos que constarão de um posicionamento da FMB sobre a proposta da reforma da previdência.

O Conselho Deliberativo da FMB encerra na sexta-feira, 17 de março.

Texto: FMB

Deixar um comentário