Afiliado a:

Santa Casa do Pará é certificada com selo de acreditação ONA 1

A qualidade dos serviços de saúde prestados à população conferiu à Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará (FSCMP), o certificado de Hospital Acreditado pela Organização Nacional de Acreditação (ONA). A entrega oficial do documento ocorreu na manhã desta segunda-feira (18), no auditório da instituição, em Belém. A cerimônia foi conduzida pelo governador Simão Jatene e contou com a presença de parlamentares e secretários de Estado.

A acreditação é concedia para instituições que atendem aos critérios de segurança do paciente em todas as áreas de atividade, incluindo aspectos estruturais e assistenciais. A entrega do certificado foi feita pelo gerente de Relações Institucionais e fundador da ONA, doutor Péricles Góes Cruz. Na ocasião, o representante destacou a importância de gestão estadual para o desenvolvimento da saúde.

“Eu viajo o Brasil inteiro e vejo que o Pará tem uma diferença muito grande exatamente por conta dessa percepção dos seus dirigentes, do governador, do secretário de saúde, deputados, vereadores e de todas as autoridades envolvidas no desenvolvimento desse processo. E isso é um conceito de gestão pública”, afirmou.

“Essa certificação é a prova de que a população mais carente demandada pelo SUS tem condições de ser atendida com qualidade, saindo daquele conceito de que apenas hospitais particulares podem atender bem. Hospitais públicos podem atender bem, sim, e a Santa Casa é um exemplo disso”, destacou Péricles Góes Cruz.

O ONA 1 é o primeiro de três níveis de acreditação conferidos pela organização, que é referência nacional em avaliação independente em estabelecimentos de saúde brasileiros. Para o governador Simão Jatene, a certificação demonstra o compromisso da Fundação com a população ao longo de mais de três séculos de atendimento e o esforço do Estado na melhoria da saúde pública.

“Com o ONA 1, a Santa Casa passa a fazer parte desse grupo seleto de hospitais públicos acreditados no Brasil e se soma a outros quatro do Estado que também já conquistaram esse reconhecimento. No Brasil existem 10 hospitais públicos que têm a maior acreditação dessa Agência, o ONA 3, e dois estão aqui no Pará. Um grande feito a comemorar, mas vale lembrar que o trabalho continua”, comemorou. Entre os hospitais que conquistaram a acreditação está o Oncológico Infantil Octávio Lobo e o Galileu, em Belém; o Regional do Baixo Amazonas, em Santarém e o Regional Público da Transamazônica, em Altamira.

Ainda segundo o governador, esse grau de qualificação só foi possível em função do esforço de gestores, funcionários e da população que permite investimentos por meio de seus impostos. “Toda a produção é necessariamente coletiva e isso demonstra que todos os envolvidos acreditam que podem prestar um serviço de qualidade. A população, principal beneficiada, tem papel importante nesta conquista, pois é ela que garante os salários em dia dos servidores, a compra de equipamentos dos hospitais e que obras sejam realizadas”, pontuou Simão Jatene.

Para a presidente da Santa Casa, Rosangela Brandão Monteiro, essa certificação tem uma grande importância interna e para a população. “Com ela a Santa Casa se inscreve em um cenário em prol da qualidade da assistência. Estudos demonstram que existem mortes evitáveis e o mundo inteiro se volta neste sentido. Compreendemos a necessidade de uma cultura de melhoria contínua. Com as mudanças, nós já observamos inclusive a redução de mortalidade na nossa unidade neonatal e nos óbitos maternos. O paciente que precisar de atendimento sabe que será bem atendido”, disse.

Entre os que comemoraram o crescimento da instituição está dona Ana Maria Brito, de 63 anos, 32 deles dedicados ao hospital. “Já trabalhei em vários setores e hoje estou no secretariado. Acompanhei a evolução, as melhorias. Já vivemos tempos difíceis em outras gestões, mas agora estamos vivendo uma fase de muitas conquistas. É muito bom ver os pacientes saindo daqui com um sorriso no rosto depois de momentos difíceis de saúde”, contou.

“Conseguir esta certificação é apenas uma etapa. O grande desafio da Santa Casa em seus 367 anos é manter este ritmo e conquistarmos outros níveis. Vamos continuar nos empenhando na melhoria da saúde pública de todo o Estado. E o crescimento não é só na qualidade, mas na quantidade com a conclusão de mais hospitais para a ampliação do atendimento na capital e interior, totalizando 18 até o final do próximo ano”, destacou o secretário de Estado de Saúde, Vitor Mateus.

O Certificado ONA 1 soma-se a outros títulos conquistados pela Instituição como o de Hospital Amigo da Mulher e Hospital Amigo da Criança. Atualmente, a Santa Casa realiza uma média de 860 partos mensalmente, o que corresponde a 10 mil partos anualmente. A instituição atende 100% pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Fonte: Agência Pará

Deixar um comentário