Afiliado a:

Sindmepa Informa – 01.11.2015

MARAPANIM

Hospital Municipal de Marapanim está sem médicos. O único médico do hospital, concursado, está de férias. Os demais, temporários, levaram calote e pediram demissão. O hospital está sendo tocado, heroicamente, pelos enfermeiros. Precisa de reforma completa na estrutura física e renovar todos os materiais e equipamentos. Tudo está sucateado. A atenção básica funciona com apenas cinco intercambistas cubanos. E só. Caos total. O município está na lista de caloteiros do Sindmepa. Cuidado!

REPÚDIO

Nesta semana cenas de selvageria deixaram em pânico funcionários e usuários que eram atendidos no hospital geral da Unimed. Mais uma vez, viemos a público repudiar e alertar para os riscos que rondam as unidades e casas de saúde na capital paraense. Profissionais da saúde estão expostos a risco de vida constante, tornando o exercício da medicina ainda mais difícil em nosso estado.  Já pedimos providências em audiências com autoridades da segurança pública, mas até agora não vimos nenhuma medida concreta para inibir esse estado de coisas.

AGRESSÃO

Em Redenção, dois médicos foram agredidos por policiais civis por se recusarem a assinar laudo pericial e exame de corpo de delito, num completo abuso de autoridade. Já avisamos aos médicos que o Sindmepa pode ingressar com ação judicial contra esses atos abusivos, mediante solicitação dos agredidos. Sobre essa questão complexa de perícia médica, alertamos os colegas para que sigam os procedimentos sugeridos por nossa assessoria jurídica, no documento “Orientação aos médicos perito Ad hoc”, publicado em nosso site no link:  http://migre.me/rWZAb.

MP SANTARÉM

A visita técnica do Sindmepa a Santarém gera nova reação. Depois da Câmara municipal, agora foi a vez do Ministério Público se mobilizar acerca dos problemas na saúde do município apontados em relatório elaborado pelo Sindmepa após visita técnica às unidades e hospitais do lugar. Entre os problemas, apontamos a falta de tomógrafos, falta de pediatras na emergência e médicos residentes sem preceptores.

CALOTES DA SESMA

Enquanto um médico da Sesma denuncia ao Sindmepa que ainda não recebeu seus vencimentos referentes ao mês de agosto deste ano, outro informa que ao checar o valor creditado pela Secretaria em 28 de outubro, teve uma “grata” surpresa: foram depositados minguados R$ 647,86. Apesar de vários apelos do Sindmepa, a Secretaria continua a tratar médicos com deboche e humilhação. Desconta descaradamente seus vencimentos e nada faz para corrigir os erros.

UPAS ANANINDEUA

Em mais uma rodada de reuniões realizada entre o Sindmepa e a Secretaria de Saúde de Ananindeua, vale o registro de alguns avanços obtidos a partir dessas intervenções. A gestão está melhorando a infraestrutura das Upas da Cidade Nova e Icuí, construindo um repouso médico na Cidade Nova, que deve estar pronto até meados de novembro, e pedindo mais segurança. A Sesau informou que já reuniu com a Guarda Municipal, Polícia Militar e Civil solicitando reforço à segurança e a Polícia Civil estuda a possibilidade de instalação de um posto na área da UPA da Cidade Nova.

Deixar um comentário