Afiliado a:

Sindmepa Informa – 06.11.2016

CORRIDA

É hoje a II Corrida e Caminhada da Saúde, um evento organizado pelo Sindmepa e pelo Sindicato dos Estabelecimentos dos Serviços de Saúde do Pará (Sindesspa). O trajeto da corrida é de dez quilômetros e o da caminhada, cinco. Centenas de pessoas se inscreveram, repetindo o sucesso da edição do ano passado. A corrida premia atletas da comunidade e também da categoria médica. Todos os inscritos receberão medalhas.

CRISE NO IASEP

O governo informou, em reunião na última quinta-feira, no Ministério Público, que vai encaminhar à Assembleia Legislativa do Estado, até fevereiro, um projeto de lei fixando reajustes nos valores de contribuição do Instituto de Assistência dos Servidores do Pará (Iasep), tanto de servidores quanto do governo do estado. O problema da crise no Iasep segue sem solução. Tem médico com pagamento atrasado desde dezembro do ano passado. Nós continuamos a recomendar aos médicos o descredenciamento dos seus serviços desse plano, para que os prejuízos não sejam ainda maiores.

MORTALIDADE MATERNO-INFANTIL

O Sindmepa vai realizar uma reunião com representantes de entidades médicas ligadas à questão da mortalidade materno-infantil para discutir algumas patologias maternas que poderiam estar sendo melhor conduzidas e que contribuiriam para reduzir os índices de mortalidade no estado. Na última reunião do comitê estadual de prevenção da morte materna e infantil foram apontadas doenças como sífilis na gestante, hipertensão arterial e eclâmpsia como potencialmente causadoras de mortes maternas e infantis. Dos 52 óbitos maternos registrados em 2016, 30% ocorreram em decorrência de eclampsia.

CES EM ICOARACI

O Sindmepa participou da visita técnica promovida pelo Conselho Estadual de Saúde (CES) às unidades de saúde de Icoaraci, constatando péssimas instalações nas unidades municipais. A UPA de porte III, por exemplo, já apresenta evidentes sinais de deterioração em suas instalações, embora tenha sido inaugura há menos de três anos. Faltam equipamentos, materiais e medicamentos para dar conta da demanda. Pessoas ficam em torno de 15 dias internadas, ferindo a portaria do Ministério da Saúde que determina que as internações não podem passar de 24 horas nas Upas. Na UMS as condições da Urgência e Emergência também são precárias. O governo promete a entrega do hospital Abelardo Santos para dezembro de 2017, mas, pelo andar da carruagem, este prazo dificilmente será cumprido.

ESCALPELADOS

Para discutir o fluxo de atendimento, exames, procedimentos cirúrgicos e órteses de assistência às vítimas de escalpelamentos no estado, a Comissão Estadual de Enfrentamento aos Acidentes com Escalpelamento (CEEAE) reuniu-se esta semana no Sindmepa. A comissão também está organizando as ações de final de ano, incluindo natal e ano novo. A próxima reunião será no dia 02 de dezembro, às 9h, no Sindmepa, para o fechamento das ações de fim de ano, lançar o balanço de 2016 e encerrar com a confraternização da comissão.

SEGUROS UNIMED

Para estreitarmos ainda mais a parceria entre o Sindmepa e Seguros Unimed, amanhã, segunda-feira (7), a Unimed Seguros realiza palestra no auditório do Sindmepa, às 19h. O tema da palestra será Previdência aos Associados do Sindmepa, com palestrante da Seguros Unimed Matriz. O tema é de interesse, tanto da categoria médica, quanto de outras categorias, especialmente no momento em que se discute mudanças na previdência no Brasil e suas consequências para os futuros segurados.

 

 

Deixar um comentário