Afiliado a:

Sindmepa Informa – 13.03.2016

ATO DE REPÚDIO

Amanhã, médicos farão protesto na frente do hospital do pronto socorro do Guamá em mais uma ação da categoria para denunciar o descaso do município com a saúde pública. Falta de condições de trabalho, incluindo falta absoluta de materiais, equipamentos e medicamentos, resume o tamanho da revolta dos médicos. Isso se traduz em mortes diárias no hospital do Guamá, onde se deveria salvar vidas e não deixá-las entregues à própria sorte. O ato começa às 8h da manhã. Unidos somos mais fortes.

AGE CBHPM

A Comissão Estadual de Honorários Médicos realiza na próxima quinta, 17.03, a Assembleia Geral das entidades médicas para discutir valores de remuneração e contrato padrão (previsto na lei de contratualização) para negociação com planos de saúde. Convocamos todos os interessados, membros de Sociedades médicas e Cooperativas das especialidades, a se fazerem presentes na AGE. Somente com a união podemos reverter a atual situação de exploração da categoria. Participe.

SINDICALIZAÇÕES

O mês de março é o mês da sindicalização no Sindmepa. Não custa lembrar aos colegas médicos que quem ingressa no Sindicato e, consequentemente, no plano de saúde Unimed, entra no plano sem necessidade de carência. E ainda tem até 55% de desconto para si e os seus dependentes. Isso sem falar nas outras vantagens de ser sindicalizado, como a defesa médica na área jurídica, entre outras. Enfim, uma gama de vantagens que só o sindicalizado tem. Venha para a Rede Sindmepa. Unidos somos mais fortes.

POSSE CES

Dois diretores do Sindmepa tomaram posse esta semana como conselheiros do Conselho Estadual de Saúde: João Gouveia, titular, e José Martins, suplente. Desejando sucesso aos novos membros do conselho, esperamos que a gestão que se inicia seja mais produtiva. A passada teve problemas para reunir por falta de quórum, o que é um absurdo em um órgão tão importante para a política de saúde do estado.

CAPANEMA NÃO

Colegas médicos, digam não a propostas de trabalho da prefeitura de Capanema. Demitem sem nenhum critério, não garantem direitos trabalhistas básicos e reagem com tirania a críticas. Enquanto não acenarem com um acordo decente para os médicos que foram demitidos sem justa causa e melhores condições de trabalho, nenhum médico deve aceitar trabalhar naquele local. Unidos somos mais fortes.

DENGUE E CHIKUNGUNYA

Desde o dia 2 de janeiro, todas as operadoras de planos de saúde são obrigadas a cobrir a realização de testes rápidos para o diagnóstico de dengue e chikungunya, doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti. Esta resolução da ANS vai ajudar muito a esclarecer os casos no atendimento de urgência e melhorar a avaliação epidemiológica.

Deixar um comentário