Afiliado a:

Sindmepa Informa – 15.05.2016

COOMEPA

Estamos protocolando junto ao CRM Pará e ao Ministério Público do Trabalho denúncia contra a Coomepa, uma organização que se define como cooperativa médica, mas na verdade usa esse argumento para burlar a legislação trabalhista, já que contrata médicos terceirizando a mão de obra desses profissionais. E, claro, pagando honorários abaixo do que recebe.

OAB

Reunimos nesta semana, no Sindmepa, com a Comissão de Saúde da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Pará para discutir pautas de interesse coletivo da saúde no estado. A comissão, que considera saúde uma questão de direitos humanos, está preocupada com as condições reais em que os médicos exercem a medicina em Belém e no estado. Boas condições de trabalho são fundamentais para se oferecer saúde de qualidade, é a opinião que predomina na comissão e da qual compartilhamos. Vamos criar uma comissão mista de trabalho para debater temas de interesse comum. Uma parceria super bem-vinda.

SESPA

A Secretaria Estadual de Saúde (Sespa) criou um grupo condutor de urgência e emergência, por meio da portaria 471/16, para estudo e elaboração do plano de atenção integral às urgências e emergências nas regiões de saúde do estado para o quadriênio 2016/2019. A iniciativa é ótima. Mas não seria melhor também reforçar o grupo condutor já criado para estudar e elaborar o plano de atenção integral à atenção básica no estado, principal causa da superlotação dos Prontos Socorros? Fica a dica.

MARABÁ

O Sindmepa esteve representado em Marabá nesta semana para participar de audiência na justiça do trabalho e apresentou denúncia contra a empresa Humanitar, que terceiriza serviços de urgência e emergência nos hospitais públicos do município. Também denunciou ao Ministério Público do Estado e Ministério Público do Trabalho o secretário municipal de saúde de Marabá pela contratação irregular da empresa, intermediando trabalho médico e burlando a legislação trabalhista. Foram feitas visitas técnicas e constatado que quase nada evoluiu desde o nosso último relatório. Um fato chama a atenção: continua sem anestesiologistas de plantão no hospital materno-infantil nos finais de semana. Somente de sobreaviso, o que é um grande risco.

VACINA

Foram esgotadas em tempo recorde as 150 doses de vacina que disponibilizamos contra a gripe H1N1 na quinta-feira no Sindmepa. Médicos e pessoas no grupo de risco da gripe foram ao sindicato para se imunizar. Aliás, a demanda foi bem maior que a procura, já que, infelizmente, a vacina não está disponível gratuitamente na rede pública para toda a população.

ÉTICA MÉDICA

Atendendo à solicitação do CRM-Pará, o Sindmepa indicou o diretor Lafayette Monteiro como representante na Comissão Estadual de Revisão do Código de Ética Médica. Os nomes ainda devem ser submetidos ao Conselho Federal de Medicina até o próximo dia 20.

 

Deixar um comentário