Afiliado a:

Sindmepa Informa – 21.05.2017

TRIAGEM

Inconformados com atrasos nos pagamentos de plantões que vem acontecendo desde outubro, pediatras que atuam no HPSM da 14 decidiram que só vão atender a casos de risco de morte a partir desta segunda-feira, 22. A triagem começa às 7h da manhã, sendo priorizada a fila dos vermelhos. Casos mais brandos serão encaminhados às unidades e postos de sáude. O procedimento foi comunicado pelos médicos (cerca de 30 plantonistas) na tarde de quinta-feira ao CRM-Pará, à direção do hospital municipal e ao Sindmepa. Há médicos que já contabilizam até 15 plantões sem receber. A assessoria jurídica do Sindmepa já está a postos.

RANKING

A classificação de Belém como a 22ª pior capital brasileira em investimento em saúde, de acordo com a revista Exame, só confirma o que todo belenense já sabia. A saúde na capital paraense vai de mal a pior. Faltam profissionais nas unidades de saúde, em quantidade necessária para a demanda. Médicos não tem planos de cargos e carreiras e convivem com vencimentos congelados desde 2015. Não há medicamentos e manutenção em equipamentos e nem previsão de aquisição de novos. A maioria das unidades e PS estão tão sucateados que se custa a acreditar que seres humanos são atendidos ali.

ATO MÉDICO

Ação judicial protocolada por entidades médicas junto ao TRF da 5ª região suspende efeitos de resolução do Cofen que definia a atuação dos enfermeiros em áreas restritas da cirurgia plástica e outras especialidades. A ação veta também a edição de novas normas que venham ferir a lei do Ato Médico, ou seja, que permitam a atuação de enfermeiros em áreas como cirurgias plásticas, vascular, dermatologia e estética. Como a ação teve a AMB como uma das autoras, a decisão é válida para todo o território nacional.

ESPECIALIZAÇÃO

O MEC acaba de encerrar cursos de pós-graduação latu sensu, de aprimoramento cirúrgicos e estéticos, em várias cidades brasileiras que oferecem títulos de especialistas a médicos que não contam com a formação específica na área da cirurgia. O Sindmepa alerta que para ser um especialista o médico precisa ter sua formação regular de seis anos mais uma prova de títulos e habilidades, conferida pelo Sociedade da Especialidade. Ou ainda fazer residência médica na área desejada em curso reconhecido pela Comissão Nacional de Residência Médica.

EMBRIAGUEZ

Uma lei publicada na semana passada no Diário Oficial do Estado obriga hospitais, clínicas, prontos socorros e postos de saúde, que integram a rede pública e privada de saúde do estado, a comunicar imediatamente ao Conselho tutelar, aos pais ou responsáveis legais, o atendimento em suas dependências de crianças ou adolescentes recebidos em estado de embriaguez ou consumo de drogas. Uma iniciativa que tem todo nosso apoio.

BOICOTE

Parece que os colegas médicos realmente atenderam a nossa recomendação e não se cadastraram à chamada pública do Iasep, pelo menos para a capital paraense. Saiu no Diário Oficial do último dia 03, mais um apelo do Iasep, um novo edital de licitação, na modalidade Chamada Pública, para prestação de serviços de assistência em saúde para segurados e dependentes do Instituto. Vamos continuar o boicote.

 

Deixar um comentário