Afiliado a:

Sindmepa Informa – 22.10.2017

SEM MÉDICOS, SEM MEDICAMENTOS

Essa foi a realidade encontrada nas UPAs de Icoaraci e Sacramenta por equipes do Sindmepa que realizaram visitas técnicas a esses estabelecimentos na semana passada. Em Icoaraci, onde a UPA já foi inaugurada há cinco anos, a situação é bem difícil. Instalações sem manutenção, descanso médico inadequado e sujeira por toda a parte. Mas a falta do quarto plantonista e de medicamentos são, sem dúvida, os problemas mais preocupantes. À noite, também não funciona o laboratório. Na Sacramenta, inaugurada há cerca de um ano, a coisa é mais amena. Mas também há necessidade de um quarto plantonista e falta medicamentos.

FRENTE

Dois diretores do Sindmepa estiveram presentes ao evento de Lançamento da Frente Parlamentar de Medicina, no último dia 18, na Câmara Federal, com participação de diversos sindicatos, sociedades, conselhos e federações médicas. O evento aconteceu em sessão solene alusiva ao Dia do Médico, no plenário Ulysses Guimarães. A Frente será formada por deputados e senadores, reunindo apoio de quase 200 parlamentares para colocar em pauta a medicina nos debates do Congresso Nacional. Agora é com a gente, pessoal.

CONTROLE SOCIAL

Esta semana foi muito produtiva em discussões em torno do controle social em Belém. Além da reunião ordinária do CES, na segunda feira, tivemos a 12ª Conferência Estadual de Saúde e a 1ª Conferência Estadual de Vigilância em Saúde que aconteceram de 18 a 22 no Belém Hall. Na ocasião, foram discutidas e deliberadas as diretrizes que irão implementar a Política Estadual de Saúde e a Política Estadual da Vigilância em Saúde a serem adotadas no âmbito do Estado do Pará, para a garantia da atenção integral à saúde e o fortalecimento do SUS. Temas de extrema importância para quem vive neste estado.

REFORMA TRABALHISTA

Devido à grande preocupação gerada pela reforma trabalhista promovida pelo governo federal, o Dieese regional e nacional decidiram realizar novamente rodadas de debates sobre o tema. O seminário Reforma trabalhista e negociação coletiva, realizado em Belém em linha direta com São Paulo, na última quarta, no Sindmepa, mostrou o cenário adverso das negociações coletivas, com o objetivo de apontar alternativas, após as mudanças promovidas pela Reforma.

36 ANOS

O Sindmepa completou, no último dia 16, 36 anos de fundação. Nessa estrada travamos muitas batalhas, com mais vitórias que derrotas, felizmente, e crescemos com compromissos e seriedade. Hoje somos mais de 2.000 médicos irmanados pelo desejo de mais saúde e qualidade de vida para todos. Agradecemos aos nossos associados pela confiança, colaboradores e parceiros, pela força para nos mantermos cada vez mais unidos.

Deixar um comentário