Afiliado a:

Sindmepa Informa – 27.08.2017

MORTALIDADE MATERNA

Numa proporção inversa à da mortalidade infantil, que vem caindo no estado, o índice de mortalidade materna por problemas durante a gravidez ou pós-parto, permanece alto. 30% dos casos ocorrem em função da falta de controle da pressão arterial das gestantes e em torno de 15% são ocasionadas por infecções. Belém registrou no ano passado 12 mortes e este ano já acumula oito óbitos. É preciso melhorar o pré-natal das gestantes para reduzirmos perdas evitáveis tão lamentáveis e com consequências tão graves para todos.

CRM: 60 ANOS

Com a presença da diretora Helena Brígido, o Sindmepa participou da cerimônia de comemoração dos 60 anos de fundação do CRM/Pa, na última quarta-feira, 23, no auditório da FIEPA. Vale a pena lembrar da vital importância desta autarquia federal para os médicos e para a sociedade, mantendo permanente vigilância pela prática da boa medicina, não permitindo nenhuma ameaça neste sentido. Daqui, nossos parabéns ao CRM-Pará.

SEM MÉDICO

O Sindmepa esteve visitando o Cap’s Infantil da Duque de Caxias, que atende cerca de 755 pacientes cadastrados, e pôde constatar a falta de médico psiquiatra no turno da tarde. O colega demitiu-se em função da péssima remuneração paga pela Sesma. O pior é que a psiquiatra da manhã também já anunciou seu pedido de aposentadoria. Além do problema de pessoal, faltam ainda material de oficina terapêutica, climatização nas salas de atendimento e capacitação para os funcionários que lá trabalham. Vamos pedir providências às autoridades.

PLANTÕES

A denúncia de glosa linear de dois plantões dos médicos dos HPSMs, da Sesma, chegou ao Sindmepa. O sindicato já está investigando e, se confirmado, será mais uma prova da conduta ditatorial desta gestão, que faz e acontece com a remuneração dos médicos, sem qualquer explicação prévia ou justificativa minimamente aceitável.

ANIVERSÁRIO

O Sindmepa junta-se à sociedade paraense nos parabéns ao jornal Diário do Pará pela passagem de seu aniversário. Um dos grandes veículos de comunicação do norte do Brasil, o Diário tornou-se parceiro em denunciar as péssimas condições de atendimento à saúde em Belém e no Pará, buscando uma saúde de mais qualidade ao povo paraense. Parabéns à toda a equipe que faz o Diário.

Deixar um comentário