Afiliado a:

Sindmepa Informa 30.04.2017

PROPOSTA INDECOROSA
Saiu o edital do concurso do Ipamb. Ofertam vagas para médicos em diversas especialidades. Mas não vale a pena. A remuneração para 20h de trabalho é de R$ 2.755,28, já incluindo o adicional de escolaridade. Uma proposta, no mínimo, indecorosa.

COMPANHEIROS
Os “companheiros” cubanos não tem mais interesse em enviar levas de médicos ao Brasil para trabalhar no Mais Médicos. A verdade é que o governo cubano tem perdido sucessivamente ações liminares impetradas por médicos cubanos na justiça pleiteando receber na íntegra o pagamento dos serviços, além de serem contratados diretamente pelo Ministério da Saúde, acabando com a “comissão” abocanhada pelo governo cubano. Acabou a “boquinha”.

DATA BASE
Os médicos do município só estão aguardando a prometida reunião do Sindmepa com o secretário de saúde de Belém quando tratarão do reajuste para repor as perdas salariais, principal item da pauta da categoria. Relembrando que desde 2015 os vencimentos do funcionalismo público municipal, dentre os quais os médicos, não se alteram. Ou seja, sem reajuste salarial, com o salário base ainda fixado em R$ 788, salário mínimo vigente naquele ano.

REAJUSTE NO ESTADO
Com a negativa de reajuste por parte do governo estadual, pelo menos 20 entidades ligadas à segurança, educação, transporte e saúde, incluindo o Sindmepa, estiveram presentes a uma assembleia unificada na quinta-feira (20), com grande possibilidade de greve geral para o estado. Infelizmente, os maiores atingidos na área da saúde pela paralisação serão os pacientes e usuários do Sistema Único de Saúde.

SURPRESA INDIGESTA
Na Santa Casa de Misericórdia impera a revolta com a burocracia e o descaso da Sespa. Um total de 39 médicos que trabalham na maternidade registraram o ponto em plantões realizados e participação em escalas extras. Qual não foi sua surpresa quando, de repente, foram informados de que não estão mais contratados, desde março, e que, em consequência, não receberão seus proventos regulares e das escalas extras até o fim deste mês. O argumento é que vão aguardar a chamada pública, que esperam dar deserta, para então recontratá-los, por mais dois meses. Enquanto isso, as contas que fiquem pendentes, até que resolvam o problema. Mas pedem que continuem cumprindo as escalas sem garantia de nada, já que podem ser substituídos a qualquer momento. É mole?

BOLSA SALÁRIO
Pesquisa Bolsa de Salário do Datafolha, revela que a hora trabalhada do médico está mais defasada que a hora trabalhada do pedreiro. Um pedreiro recebe, em média, R$ 88 por hora trabalhada, enquanto um clínico geral ganha em média, R$ 45,00 por hora. Sem desmerecer qualquer profissão, pelo contrário, é justo que o pedreiro tenha sua qualificação valorizada. O que não é certo, é a desvalorização da mão de obra médica promovida por gestores públicos e privados, num desserviço à sociedade.

Deixar um comentário