Afiliado a:

Sindmepa mais próximo dos universitários

Formar novas lideranças para conduzir os objetivos da categoria médica no Pará e fortalecer o papel de entidades representativas de estudantes de medicina, promovendo uma boa interação com a sociedade. Esses são os objetivos básicos do Núcleo Acadêmico do Sindicato dos Médicos do Pará, que lançou as primeiras bases de sua construção na semana passada, em reunião com a diretoria colegiada do Sindmepa.

O estudante de medicina da UFPA, Marcelo Ferreira, recentemente eleito vice-presidente para Assuntos Externos da Federação Internacional das Associações dos Estudantes de Medicina do Brasil (Imfsa Brazil), apresentou o projeto de criação do Núcleo Acadêmico. A ideia é que o Núcleo funcione com oito coordenações permanentes, com representação das Faculdades Cesupa, Famaz, Universidade do Estado do Pará e Universidade Federal do Pará, além de três coordenações de suporte.

Entre as atribuições do Núcleo estão: ser o elo de ligação entre os estudantes paraenses e o Sindicato; representar a visão estudantil nas reuniões de diretoria do Sindmepa; criar pelo menos um evento por semestre de iniciativa própria; gerir, junto com os atuais organizadores, o Cine Sindmepa; além de divulgar e esclarecer o papel do sindicato junto à comunidade acadêmica de medicina.

Diretores do Sindmepa acolheram com entusiasmo a ideia de criação do Núcleo, uma antiga aspiração do sindicato, que já tinha inclusive ensaiado algumas iniciativas com objetivo de aproximar a comunidade acadêmica dos médicos veteranos. Um exemplo dessas iniciativas foi a Quarta Acadêmica, ação que funcionou no sindicato até meados de 2014. E reunia estudantes para debater diversos assuntos de interesse coletivo. “Vemos com alegria essa iniciativa. Sinal de que nosso trabalho e esforço segue com a força da juventude”, disse o diretor administrativo do Sindmepa, João Gouveia. “Temos certeza de que a aproximação com os estudantes só vem somar as ações do Sindmepa em favor da nossa categoria. Estamos juntos”, disse o diretor Waldir Cardoso, que atualmente também preside a Federação Médica Brasileira.

Deixar um comentário