sáb

maio 18, 2024

Afiliado a:

Login

Espaço do Médico

sáb

maio 18, 2024

Afiliado a:

Espaço Médio

Movimento fiscalizará a morosidade da Justiça

Uma das ações da ONG Movimento de Olho na Justiça será o levantamento de processos engavetados e sem resposta para a sociedade. Essa foi uma das decisões deliberadas na reunião do dia 10 março, no auditório do Sindicato dos Médicos do Pará (Sindmepa).

O encontro contou com a presença de médicos, advogados, estudantes, jornalistas, sociedade em geral e do fundador da ONG, o jornalista Pedro César Batista, que ressaltou a importância da participação popular na fiscalização das ações do Poder Judiciário. |É importante essa fiscalização da sociedade, pois não se sabe o que acontece no Judiciário. Precisamos exigir punição e acompanhar se as medidas são mesmo adotadas para todos, independente da classe e posição social|, comentou Batista.

O núcleo Pará da ONG também deliberou pela realização de um seminário que discutirá temas como a cidadania, direitos humanos e as ações da justiça. |Vamos mobilizar ainda mais a sociedade para a importância do poder judiciário ser célere, justo e para todos|, observou o médico Waldir Cardoso, diretor do Sindmepa.

Reunião de trabalho: no dia 17 de março ocorrerá a primeira reunião de trabalho do núcleo da ONG. A reunião acontecerá às 19h, no auditório do Sindmepa, e será aberta ao público.

Veja mais
Músico apresenta Através do Tempo na Quarta Musical

Músico apresenta Através do Tempo na Quarta Musical

José Maria Bezerra volta à Quarta Musical do Sindmepa com o show “Através do Tempo”, título do álbum lançado em março deste ano. O músico apresentará o repertório autoral em

Sindmepa Informa – 18.09.2023

Sindmepa Informa – 18.09.2023

PARALISAÇÕES Médicos das UPAs Marambaia, Jurunas e Terra Firme comunicaram ao Sindmepa na ultima sexta-feira que iriam paralisar os atendimentos nas unidades novamente por atraso de pagamento. O último repasse

CFM atualiza termos para publicidade médica

CFM atualiza termos para publicidade médica

Após processo que durou mais de três anos, o Conselho Federal de Medicina atualizou as regras de publicidade médica. Para definir as novas diretrizes foi realizada uma consulta pública, que