qui

fev 29, 2024

Afiliado a:

Login

Espaço do Médico

qui

fev 29, 2024

Afiliado a:

Espaço Médio

CFM fará campanha contra escalpelamentos na região Norte

Com objetivo de diminuir os casos de escalpelamentos na região Norte do país, orientando a população ribeirinha a se transportar com segurança, o Conselho Federal de Medicina, por meio da Comissão de Assuntos Sociais (CAS), está organizando uma vasta campanha publicitária.

Ontem, foi realizada uma reunião ampla com representantes dos vários órgãos ligados à questão, entre eles a Secretaria de Estado da Saúde do Pará, Marinha Brasileira, Ministério da Educação e Associação de Vítimas de Escalpelamento. O médico Waldir Cardoso, diretor do Sindmepa, que é conselheiro do CFM, participou da reunião.

A CAS é presidida pelo dr. Henrique Batista, Secretário Geral do CFM, e Coordenada pelo médico Ricardo Paiva, ícone da luta pelos direitos sociais no movimento médico. “A proposta é trabalhar de forma articulada, a fim de prevenir acidentes desta origem, que fez centenas de vítimas, nos últimos anos, nos Estados do Pará e Amapá”, afirma Waldir Cardoso. Só no Pará foram 391 vítimas desde 1979.

O escalpelamento é causado pelo eixo que transfere a força do motor à hélice e que passa pelo meio dessas embarcações. Como em muitas delas a engrenagem não é coberta por nenhum tipo de proteção, o escalpelamento acontece quando os cabelos da passageira se enroscam no eixo, que continua a girar, arrancando o couro cabeludo.

A proposta do CFM é mostrar a importância das mulheres prenderem o cabelo nessas viagens. A campanha também incentivará os barqueiros a cobrirem o eixo do motor, o que é feito de forma gratuita pela Marinha, mas que, por medo de represálias, os donos dos barcos acabam fugindo da fiscalização.

Participaram da reunião a Coordenadora de Mobilização Social, Socorro Silva; e a nutricionista Dione Cunha, representantes da Secretaria Estadual de Saúde do Pará. Ambas apresentaram o Programa de Prevenção de Escalpelamento por acidente de motor da Sespa e informações sobre o histórico de trabalho da Secretaria no enfrentamento do problema. Foi apresentada ainda a portaria de 2008, que criou a Comissão Estadual de Erradicação dos Acidentes com Escalpelamento no Estado do Pará e os avanços obtidos até o momento com o trabalho. O Pará tem 391 casos catalogados e atendidos desde 1979.

Todo o financiamento da campanha será responsabilidade do CFM, que também aprovou a solicitação de audiência com o Ministro da Saúde e a realização de audiência pública na Câmara dos Deputados para discutir o assunto.

“A iniciativa é uma demonstração cabal do compromisso do CFM e dos médicos com a saúde pública, particularmente, daqueles que mais precisam”, resume Waldir Cardoso.

 

Veja mais
Músico apresenta Através do Tempo na Quarta Musical

Músico apresenta Através do Tempo na Quarta Musical

José Maria Bezerra volta à Quarta Musical do Sindmepa com o show “Através do Tempo”, título do álbum lançado em março deste ano. O músico apresentará o repertório autoral em

Sindmepa Informa – 18.09.2023

Sindmepa Informa – 18.09.2023

PARALISAÇÕES Médicos das UPAs Marambaia, Jurunas e Terra Firme comunicaram ao Sindmepa na ultima sexta-feira que iriam paralisar os atendimentos nas unidades novamente por atraso de pagamento. O último repasse

CFM atualiza termos para publicidade médica

CFM atualiza termos para publicidade médica

Após processo que durou mais de três anos, o Conselho Federal de Medicina atualizou as regras de publicidade médica. Para definir as novas diretrizes foi realizada uma consulta pública, que