qua

maio 22, 2024

Afiliado a:

Login

Espaço do Médico

qua

maio 22, 2024

Afiliado a:

Espaço Médio

Sindmepa Informa – 05.05.2013

ASSEMBLEIA CAPANEMA

Em visita ao município de Capanema, na semana passada, o diretor do Sindmepa, Waldir Cardoso, constatou o atraso de três meses no pagamento dos médicos do Samu. Há boas condições de trabalho na UPA, todavia os médicos não têm contrato de trabalho formal e o aparelho de raio X está quebrado há algumas semanas. Cardoso reuniu com a secretária de saúde da cidade e a representante do MP Estadual sobre os problemas enfrentados pela saúde no município. Um ponto positivo ressaltado na visita foi a cobertura da Estratégia Saúde da Família, que chega a 90%.

CONSELHO DELIBERATIVO

Diretores do Sindmepa participaram, nesta semana, em Natal (RN) da manifestação de protesto pelo caos na saúde pública brasileira e da reunião do Conselho Deliberativo da Federação Nacional dos Médicos (Fenam). Na pauta das reuniões temas como reforma estatutária; clínicas de direitos humanos; coordenadorias de comunicação e jurídica; sede em Brasília, entre outros. A manifestação integrou as atividades do Dia do Trabalhador, que mobilizou milhares de médicos de todo o Brasil na passeata “Meu trabalho tem valor”.

PROVAB ESTADUAL

O governo criou uma Comissão Estadual de Avaliação do Provab no Pará. Até aí, tudo bem. Acontece que, pela portaria que criou a comissão, percebe-se que o objetivo é unicamente monitorar médicos, como se fossem os vilões da história. É bom que fique claro que não concordamos com essa postura policialesca do governo, mas se é para fiscalizar, que isso se aplique a todos, não só para os médicos.

PRESENÇA VIVA: O RETORNO

Apesar de manifestação contrária do Conselho Estadual de Saúde, que já aprovou Resolução contra esse programa como política pública de saúde para o Estado do Pará, o governo insiste em passar por cima da decisão da entidade e vai reeditar o Presença Viva (para nós, Presença Morta). Já dissemos aqui e repetimos: isso não passa de uma política eleitoreira, onde o Estado assume ações básicas que são da responsabilidade do município, quando deveria se preocupar com ações de média e alta complexidade, que estão abaixo da crítica no Pará.

SANTA CASA PÚBLICA

Depois de uma campanha amplamente apoiada pela população, que mostrou-se contrária a ideia de privatizar a Santa Casa – ou seja lá que nome estejam querendo dar a isso – as entidades que formam o Fórum contra a privatização da saúde no Pará estão lançando um abaixo-assinado para sacramentar a posição do povo do Pará. Também já estamos requerendo à Assembleia Legislativa, Câmara Municipal, Ministério Público Federal, Conselho Estadual de Saúde e Ministério da Saúde uma audiência pública conjunta para discutir o assunto.

NOVO HPSM

A convite da Sesma, o Sindmepa participou de uma visita ao antigo hospital Porto Dias (atrás do Banco Itaú), para uma avaliação técnica de viabilidade para transformá-lo no novo Hospital do Pronto Socorro Municipal de Belém. A necessidade da construção e/ou compra de um novo hospital nos parece consolidada, inclusive comprar um já pronto pode trazer vantagens, como a entrada em funcionamento mais rápido e o impedimento de superfaturamento. Mas é claro que a Prefeitura não deve incorrer nos mesmos erros da gestão anterior, na tentativa de compra do hospital Sírio Libanês. Uma consulta pública, via Conselho Municipal de Saúde, seria indispensável.

 

Veja mais
Músico apresenta Através do Tempo na Quarta Musical

Músico apresenta Através do Tempo na Quarta Musical

José Maria Bezerra volta à Quarta Musical do Sindmepa com o show “Através do Tempo”, título do álbum lançado em março deste ano. O músico apresentará o repertório autoral em

Sindmepa Informa – 18.09.2023

Sindmepa Informa – 18.09.2023

PARALISAÇÕES Médicos das UPAs Marambaia, Jurunas e Terra Firme comunicaram ao Sindmepa na ultima sexta-feira que iriam paralisar os atendimentos nas unidades novamente por atraso de pagamento. O último repasse

CFM atualiza termos para publicidade médica

CFM atualiza termos para publicidade médica

Após processo que durou mais de três anos, o Conselho Federal de Medicina atualizou as regras de publicidade médica. Para definir as novas diretrizes foi realizada uma consulta pública, que