ter

fev 20, 2024

Afiliado a:

Login

Espaço do Médico

ter

fev 20, 2024

Afiliado a:

Espaço Médio

Hospital Regional de Redenção passa por sérios problemas

O Sindmepa recebeu, nesta tarde (13), a visita do diretor geral do Hospital Regional Público do Araguaia, Pedro Anaisse, que adiantou alguns problemas vivenciados pelo hospital localizado em Redenção.

Durante a reunião, o diretor falou sobre o abuso de autoridade sofrido por dois médicos no local e as medidas que estão sendo tomadas para solucionar o problema.

Pedro Anaisse também relatou que o Hospital Regional tem sofrido com atrasos no repasse de verba da Sespa, fato que tem prejudicado o pagamento em dia dos profissionais e que fez com que o hospital acumule uma dívida de cerca de 17 milhões.

Além desse fato, o local encontras-se sucateado tecnologicamente. O diretor explica que a maioria dos equipamentos possuem oito anos de uso e não apresentam um bom funcionamento. “Em um ano, tivemos mais gastos com a manutenção de um carrinho de anestesia do que se a Sespa comprasse um novo”, afirmou.

A falta de verba tem afetado o hospital de tal forma que a direção será obrigada a reduzir os seus serviços nos próximos meses para cumprir com os seus compromissos financeiros.

Na próxima semana, uma equipe do Sindmepa estará em Redenção para avaliar a situação da saúde no município.

 

 

Veja mais
Músico apresenta Através do Tempo na Quarta Musical

Músico apresenta Através do Tempo na Quarta Musical

José Maria Bezerra volta à Quarta Musical do Sindmepa com o show “Através do Tempo”, título do álbum lançado em março deste ano. O músico apresentará o repertório autoral em

Sindmepa Informa – 18.09.2023

Sindmepa Informa – 18.09.2023

PARALISAÇÕES Médicos das UPAs Marambaia, Jurunas e Terra Firme comunicaram ao Sindmepa na ultima sexta-feira que iriam paralisar os atendimentos nas unidades novamente por atraso de pagamento. O último repasse

CFM atualiza termos para publicidade médica

CFM atualiza termos para publicidade médica

Após processo que durou mais de três anos, o Conselho Federal de Medicina atualizou as regras de publicidade médica. Para definir as novas diretrizes foi realizada uma consulta pública, que