qua

abr 17, 2024

Afiliado a:

Login

Espaço do Médico

qua

abr 17, 2024

Afiliado a:

Espaço Médio

Sindmepa Informa

ESCÁRNIO

Apesar de um rombo bilionário nas contas públicas e toda a situação econômica que o país passa, com altos índices de desemprego, inflação galopante, aumento desenfreado de preços em geral e promessa de austeridade, a Câmara Federal acaba de aprovar um reajuste de 41% para os servidores do Judiciário, Legislativo e parte do Executivo que já têm os mais altos salários do País. Enquanto isso, funcionários públicos federais, estaduais e municipais ficaram sem reajuste com alguns segmentos amargando até mesmo redução de remuneração. Isto é uma zombaria com a população.

UNIDAS

A Comissão Estadual de Honorários Médicos (CEHM) vem realizando todas as quartas-feiras, às 13h30, inicialmente chamando as 24 empresas que compõem o grupo Unidas, já tendo concretizado reuniões com nove. O objetivo é se chegar a um acordo com todas as empresas em patamares que atendam à categoria médica e os benefícios previstos na lei e na resolução da ANS.

IASEP

Denunciamos ao Ministério Público Estadual e Ministério Público do Trabalho o plano de saúde do Iasep pelo atraso de mais de oito meses de pagamento de honorários à categoria médica. Isso tem gerado graves prejuízos que tem resultado até em fechamento de consultórios e clínicas médicas. Estamos solicitando a intermediação dos MP’s para buscarmos uma solução amigável evitando assim prejuízos maiores aos usuários do plano.

ESTADO DE GREVE I

Médicos da Sesma decidiram se juntar ao movimento de médicos do estado e dar início ao estado de greve na saúde do município de Belém. A decisão saiu de assembleia geral unificada realizada na noite de quarta-feira, no Sindmepa. Motivos não faltam para a insatisfação da categoria: salário-base igual a 788,00, abaixo do valor do salário mínimo; congelamento de abonos há 11 anos; plantões extras sem reajuste há cinco anos; remuneração dos médicos da ESF sem reajuste há três anos. Isso sem falar na não reposição da inflação do período na data-base da categoria que vai ser objeto de ação judicial no TJE. Sinais ostensivos de desprezo e desvalorização dos servidores pela Prefeitura de Belém.

ESTADO DE GREVE II

Já os médicos do estado decidiram seguir firmes no estado de greve. A decisão foi uma resposta ao descaso do governo em relação ao projeto de Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR), que se arrasta há mais de 20 anos. Permanece a insatisfação também pela desvalorização profissional com perdas na GDI e na gratificação de alta complexidade neste ano, além da não reposição da inflação do período na data-base em abril que vai ser objeto de ação judicial. O Sindmepa já oficiou estado e município sobre as decisões da assembleia geral.

PARAUAPEBAS

Além dos constantes atrasos nos pagamentos de sua remuneração, médicos de Parauapebas foram surpreendidos esta semana com mais uma novidade. O novo secretário de saúde do município decidiu, de última hora, criar um teto para pagamentos de plantões realizados, retroativo a abril. Ou seja, plantões que foram contratualizados não serão pagos, se prevalecer a nova regra. Vale dizer que o teto fixado pelo secretário sempre é ultrapassado pela falta de contratação de novos médicos. Vários médicos foram para a frente da Prefeitura pedir esclarecimentos, outros optaram por pedir demissão.

Veja mais
Músico apresenta Através do Tempo na Quarta Musical

Músico apresenta Através do Tempo na Quarta Musical

José Maria Bezerra volta à Quarta Musical do Sindmepa com o show “Através do Tempo”, título do álbum lançado em março deste ano. O músico apresentará o repertório autoral em

Sindmepa Informa – 18.09.2023

Sindmepa Informa – 18.09.2023

PARALISAÇÕES Médicos das UPAs Marambaia, Jurunas e Terra Firme comunicaram ao Sindmepa na ultima sexta-feira que iriam paralisar os atendimentos nas unidades novamente por atraso de pagamento. O último repasse

CFM atualiza termos para publicidade médica

CFM atualiza termos para publicidade médica

Após processo que durou mais de três anos, o Conselho Federal de Medicina atualizou as regras de publicidade médica. Para definir as novas diretrizes foi realizada uma consulta pública, que