ter

abr 23, 2024

Afiliado a:

Login

Espaço do Médico

ter

abr 23, 2024

Afiliado a:

Espaço Médio

PAC não entrega 79% de obras previstas

Novo monitoramento do Conselho Federal de Medicina (CFM), mostra que apenas 20,9% das obras previstas no início do PAC 2, em 2011, foram concluídas e entregues a população até junho de 2015.

Das 13.792 UBSs e UPAs projetadas para o país, apenas 2.880 ficaram prontas. Das obras planejada, 1.055 ainda estavam no papel, sendo que 690 em ações preparatórias e 365 em licitação. As obras em andamento somavam 9.857 projetos.

O Pará aparece na 16ª colocação entre os estados que concluíram as obras, tendo entregue apenas 19,4% das obras, sendo 168 UBSs (de um total de 867) e 7 UPAs (de 31).

O 2º vice-presidente do CFM, Jecé Brandão, lamentou esses números e afirmou que cada vez que SUS deixa de expandir a sua rede, aumenta a falta de atendimento. “É fundamental que essas unidades básicas estejam abertas e funcionando, porque a dor e o sofrimento não marcam hora. É um escândalo, uma tragédia”, avalia.

Segundo Brandão, sem atendimento na atenção básica, o paciente procura o pronto-socorro, que já está lotado devido à redução no número de leitos

No balanço por região, o Norte apresentou o pior desempenho tendo apenas 17% das obras previstas entregues. O melhor desempenho ficou com a região Sul que concluiu 26% das ações projetadas.

 

Com informações: Jornal Medicina – CFM

Veja mais
Músico apresenta Através do Tempo na Quarta Musical

Músico apresenta Através do Tempo na Quarta Musical

José Maria Bezerra volta à Quarta Musical do Sindmepa com o show “Através do Tempo”, título do álbum lançado em março deste ano. O músico apresentará o repertório autoral em

Sindmepa Informa – 18.09.2023

Sindmepa Informa – 18.09.2023

PARALISAÇÕES Médicos das UPAs Marambaia, Jurunas e Terra Firme comunicaram ao Sindmepa na ultima sexta-feira que iriam paralisar os atendimentos nas unidades novamente por atraso de pagamento. O último repasse

CFM atualiza termos para publicidade médica

CFM atualiza termos para publicidade médica

Após processo que durou mais de três anos, o Conselho Federal de Medicina atualizou as regras de publicidade médica. Para definir as novas diretrizes foi realizada uma consulta pública, que