seg

jun 24, 2024

Afiliado a:

Login

Espaço do Médico

seg

jun 24, 2024

Afiliado a:

Espaço Médio

Aumento dos acidentes com escalpelamento preocupa comissão estadual

A Comissão Estadual de Enfrentamento aos Acidentes com Escalpelamento promoveu nesta quinta-feira a sua primeira reunião anual, com apresentação de novos membros e proposta de avaliação das ações do ano passado, quando foram registrados seis casos de escalpelamentos nos rios do Pará.

Participaram da primeira reunião da comissão representantes da Capitania dos Portos do Pará, da Secretaria do Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), Secretaria de Saúde do Estado (Sespa), Santa Casa de Misericórdia/Espaço Acolher, Seduc, Ministério Público do Estado, Fundacentro, Conselho Regional de Psicologia além do Sindmepa. Durante a reunião foram apresentadas as novas participantes da Sespa, Samia Borges e Eliane Farias; e as representantes da Seaster, Kleidilena Teles e Carmem Suely Oliveira.

A promotora de justiça de Saúde e Direitos Humanos, Suely Regina Aguiar Catete, destacou que os acidentes com vítimas de escalpelamentos, embora invisíveis nas estatísticas, têm enorme impacto para a vida das pessoas. “A última vítima, uma menina de apenas oito anos, nunca mais poderá tomar banho de rio e tomar sol na cabeça como as crianças da sua idade. Isso é doloroso demais”.

Os números registrados no ano passado preocupam a comissão, já que representaram um aumento de 200% em relação a 2017, quando só dois acidentes do tipo foram registrados.  Para avaliar as ações e necessidades da comissão, será feita uma nova reunião reduzida na semana que vem, no espaço Acolher, onde são recebidas as vítimas que chegam do interior do estado e submetidas a um longo tratamento. A próxima reunião ampla da comissão foi marcada para o dia 15 de março.

 

Veja mais

Mais populares: