WhatsApp: (91) 8895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386
Afiliado a:

Sindmepa entra na campanha de vacinação contra a gripe

0

Dezenas de pessoas, entre médicos e moradores da área do entorno do Sindmepa compareceram nesta quinta-feira à sede do  sindicato para tomar a vacina contra a gripe Influenza, especialmente pessoas na faixa etária dos 60 anos e no grupo de risco definido pelo Ministério da Saúde, como portadores de doenças crônicas não transmissíveis, entre outras características.

A pedido do Sindicato dos Médicos, a Sesma enviou dois funcionários para a sede do sindicato, na Boaventura, com previsão de até 250 doses da vacina. Segundo Sena Souza, técnico em enfermagem que participou da ação, a maioria dos que tomaram a vacina são pessoas na faixa dos 60 anos, com diabetes ou hipertensão.

Edilberto Dantas, 60, está neste grupo e compareceu com a esposa e a filha à sede do sindicato para se vacinar. “Todos temos que nos proteger hoje, especialmente com tanto vírus à solta. A gente não pode brincar com isso”, disse.

Jorge Vaz, médico e maratonista

De acordo com o Ministério da Saúde, neste ano, até 20 de abril, foram registrados 427 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) por influenza em todo o país, com 81 óbitos. Até o momento, o subtipo predominante no país é o vírus influenza A (H1N1) pdm09, com registro de 213 casos e 55 óbitos.

No último dia 4, batizado de Dia D pelo MS, 5,5 milhões de pessoas foram vacinadas no Sistema Único de Saúde (SUS). O número impulsionou para 45% (26,9 milhões de pessoas) a cobertura do público-alvo da campanha, formado por pessoas consideradas mais vulneráveis para complicações da gripe. As autoridades de saúde esperam atingir a meta de vacinar até 90% do grupo prioritário até o final da campanha em 31 de maio.

O médico maratonista Jorge Vaz também esteve no sindicato para se vacinar. “Acho essa iniciativa de extrema importância para ajudar na prevenção dos problemas gerados pela gripe”, disse.

Ana Karina Gomes, estudante de medicina que faz parte do projeto Acadêmico Aspirante, elogiou a iniciativa do Sindmepa e destacou que está no internato e precisa se imunizar, mas tinha dificuldade de tomar a vacina nos postos de saúde. “Sempre fui aos postos, mas não consegui. Que bom que o Sindmepa abriu essa possibilidade também para os acadêmicos de medicina”.

O diretor do Sindmepa, Waldir Cardoso, falou sobre a importância da imunização para a prevenção de doenças: “O sindicato está atento também à saúde da categoria médica e procura contribuir com as políticas de prevenção à saúde. Lembro que a vacina é uma conquista da ciência que todos temos que defender”.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.