WhatsApp: (91) 8895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386
Afiliado a:

Cresce número de acidentes com escalpelamentos no Pará

0

O problema dos acidentes com escalpelamentos em barcos nos rios do Pará se agravou nos últimos dois anos. Até 2017, o estado vinha apresentando queda nas estatísticas, o que começou a mudar a partir do ano passado. Em 2017 tivemos dois casos e em 2018 subiu para seis o número de casos, um aumento de 200%. Este ano, até agora já foram registrados cinco casos, com vítimas graves e que estão em tratamento no Espaço Acolher, da Santa Casa. O acirramento da exclusão social é uma das causas desse cenário, aponta a assistente social Luzia Matos, que coordena o espaço Acolher.

Membros da Comissão Estadual de Combate aos Acidentes com Escalpelamento se reuniram ontem, no Sindmepa para avaliar o trabalho da comissão e organizar a realização da Semana de Combate aos Acidentes com Escalpelamento, que acontece em agosto com ações nos portos de Belém e em municípios de maior incidência de acidentes.

Este ano já foram registrados acidentes nos municípios de Porto de Moz, Santa Izabel, Cametá, Breves e Melgaço. O último caso aconteceu com uma estudante de 14 anos, que voltava para casa em um barquinho que faz transporte escolar no município. Ela teve parte do couro cabeludo arrancado pelo eixo do motor, que trafegava sem proteção. Trazida para Belém, está sendo atendida na Santa Casa.

O grande desafio da comissão este ano é conseguir incluir o programa de combate aos escalpelamento no Plano de Ações da saúde no estado para o ano que vem. “É preciso que haja previsão orçamentária para esse problema grave no Pará”, disse Luzia Matos. A despesa que o Estado tem para tratar uma vítima desse tipo de acidente chega até dez vezes mais que teria na prevenção do acidente, explica. Para a assistente social, o recrudescimento do número de acidentes nos últimos dois anos está relacionado ao aumento da exclusão social no País. “Falta informação, falta educação e recursos nos interiores onde acontecem a grande maioria dos acidentes”, disse.

A Comissão definiu que este ano a Semana Estadual de Combate aos Acidentes por Escalpelamentos será de 26 a 30 de agosto, nos portos de Belém, no Combú e em Cametá. Participaram da reunião de ontem, além do Sindmepa, representantes da Sespa, Santa Casa e Seduc.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.