WhatsApp: (91) 8895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386
Afiliado a:

Cineteatro vai de piano e flauta na próxima quarta 

0

Na próxima quarta-feira, 22, o cineteatro do Sindmepa recebe o duo MirAzu, um duo de piano e flauta transversal formado pelos músicos Jonathan Miranda e Adriana Azulay. A dupla é a segunda atração da grade de programação do mês de aniversário do cineteatro, que abriu no último dia 8 sua sede para apresentações musicais.

A pauta musical do cineteatro foi inaugurada com o show Dois Violões da Amazônia, da dupla José Maria Bezerra e Ricardo Smith. O objetivo é oportunizar mais um espaço na cidade onde jovens talentos possam mostrar sua arte, trazendo alternativas que não estão na mídia, além de oferecer aos médicos associados e ao público em geral a oportunidade de apreciação de boa música. No projeto das quartas musicais é previsto a participação de professores e alunos, vindos dos cursos de músicas locais, mantidos pela Universidade Federal e Estadual, além do conservatório Carlos Gomes e dos cursos técnicos da escola de música da UFPA e o bacharelado estadual. O coordenador do projeto é o músico e professor da UFPA, José Maria Bezerra.

Sobre a dupla escolhida para a próxima quarta, ele destaca: são artistas que desde 2009 vêm se dedicando ao repertório tradicional de flauta e piano, assim como o de música brasileira. Ambos também fazem parte dos grupos Câmara Brasil e Sexteto de 7, com uma proposta voltada exclusivamente para a música brasileira e paraense.

O DUO MIRAZU:

 Jonathan Miranda, flautista mineiro, iniciou seus estudos musicais em 1991, em São João del Rei – MG, no Conservatório Estadual de Música Padre Maria Xavier. ​​É bacharel em flauta pela Universidade Federal de Minas Gerais, na classe dos professores Artur Andrés e Maurício Freire. Mestre em performance musical pela Musikhochschule Freiburg, na classe das professoras Mjriam Nastasi e Jutta Pulcinni, atuando como bolsista do governo alemão – DAAD.

​​Fez aulas com Robert Winn, Michel Faust, Mário Carolli, Michel Debost, Pierre Yves Artaud, Edson Beltrami, Sérgio Barrenechea, além de master classes com James Galway, Emanuel Pahud, Felix Rengli, Jacques Zoon e outros. Atualmente é professor da UFPA. É integrante do “Sexteto de 7”, grupo camerístico formado para difusão e resgate da música paraense e brasileira em  diversas formações.

Adriana Azulay, iniciou seus estudos de piano aos 6 anos de idade, com a professora Dóris Azevedo. Participou de máster Classes com Daniel Schene,  Frederich Moyer, Elzibieta Sternlich, Achille Picchi, Gilberto Tinetti, Arnaldo  Cohen,  Miguel  Proença, entre  outros. Tomou parte em oito concursos de piano,  colecionando três primeiros lugares, quatro segundos lugares e um quinto. Em  agosto de 1998 atuou como solista da Orquestra Sinfônica de Rio Claro (SP).  Como solista e camerista realizou recitais em diversos lugares, como Universidade de Miami, Theatro da Paz e outros. Em 1999 participou da Academia Internacional de Piano na classe da professora Fany Solter em  Karlsruhe  (Alemanha ). Concluiu em 2000 o curso de Bacharelado em Música na classe da professora Glória Caputo. Concluiu com nota máxima o mestrado em Música de Câmara na Universidade de Karlsruhe (Alemanha), na classe dos professores Michael Uhde e Fany Solter. É doutora em Música de Câmara pela Universidade de Saarbrücken (Alemanha). Membro da cadeira de nº 36 da Academia Paraense de Música. É integrante do Sexteto de 7, grupo camerístico formado para difusão e resgate da música paraense e brasileira em diversas formações, do Grupo Câmera Brasil, e do Duo Irmãos Azulay. É professora da Escola de música da Universidade Federal do Pará. Atualmente está na direção geral do Instituto de Ciências da Arte (ICA), da Universidade Federal do Pará.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará