WhatsApp: (91) 8895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386
Afiliado a:

Público lota cineteatro para assistir Dois violões da Amazônia

0

Um público formado basicamente por músicos e médicos lotou o cineteatro do Sindmepa na noite desta quarta-feira (8) para assistir a estreia das quartas musicais no espaço cultural do Sindicato dos Médicos do Pará. A programação integra a agenda de festejos pelos dois anos de inauguração do cineteatro. Depois de lançar e consolidar a agenda de cinema da sala, o Sindmepa agora amplia a ocupação do cineteatro com apresentações musicais. O show de estreia – Dois violões da Amazônia – ficou a cargo dos músicos Ricardo Smith e José Maria Bezerra, que vai coordenar as apresentações musicais no espaço.

“O cineteatro recebeu um público atento e com muitos outros músicos que vieram conhecer o local. Começamos bem. Agora é manter a linha intimista de concertos para formação de plateia no espaço”. A avaliação é de José Maria Bezerra, músico que coordena o cineteatro e que tocou na estreia. “Tivemos uma experiência muito boa, tocar para um público atento, ao mesmo tempo curioso, com o lançamento do projeto que a cidade acaba de ganhar, bem na semana de seu aniversário. Saímos do teatro muito satisfeitos com a recepção que tivemos. Vida longa às Quartas Musicais!”.

 

Ricardo Smith, parceiro de José Maria no show, observou que “o espaço é incrível, eu estava muito feliz tocando ali. O projeto das quartas musicais reforça o quanto há na cidade um público disposto a prestigiar as mais diversas propostas”.

Já o diretor do Sindmepa, Waldir Cardoso, que deu as boas-vindas ao público na abertura do show, ressaltou que “o Sindmepa e os  médicos do Pará sentem-se honrados em poder proporcionar essa oportunidade a Belém e aos nossos jovens talentos com este projeto”. Ele observou que “o sucesso de público reflete o prestígio dos músicos e também que precisamos destes espaços para boa música na cidade”.

Com uma hora de espetáculo, incluindo ritmos como marambiré, lundu, carimbó, toada, samba, valsa, baião, galope, marabaixo e tango-frevo, a dupla encantou uma plateia formada em sua maioria por médicos e músicos que prestigiaram a apresentação e se disseram surpresos ao conhecer o espaço. Jonathan Miranda, cuja apresentação no cineteatro já está marcada para o próximo dia 22.01, elogiou a acústica do local e disse que é ideal para o tipo de show a que o projeto se propõe. “Tem uma acústica maravilhosa e o espaço é perfeito para esse formato de show intimista. Os médicos estão de parabéns”.

A professora de canto da Escola de Música da UFPA, Joelma Bezerra, destacou que o espaço “é uma oportunidade fantástica que se abre de estímulo a possibilidades artísticas e alternativas, coisas que não estão na mídia”. Para ela, existe público em Belém para concertos como o apresentado pela dupla de músicos ontem, “o que falta mesmo são locais como este, e o Sindicato dos Médicos está de parabéns”.

Rafael Guerreiro, violonista, formado pelo curso de música da Uepa não sabia da existência do cineteatro: “fiquei surpreso com o espaço. Eu nem imaginava que existia isso aqui. A acústica é muito boa. Temos um público para a música clássica e instrumental em Belém. O que falta é espaço e também uma maior divulgação”, opinou.

Zara Gentil, cantora de música popular, também não conhecia o cineteatro: “Achei o espaço maravilhoso, com uma acústica muito boa”. Assim como Zara, Camila Alves, violonista, também foi ao cineteatro pela primeira vez: “Fiquei surpresa com o espaço. Muito bem estruturado e com um som maravilhoso”.

A próxima apresentação musical do cineteatro será o duo Mirazu, piano e flauta, no próximo dia 22.01, às 19h30.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.