WhatsApp: (91) 8895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386
Afiliado a:

Público aprova show de Fado e pede bis

0

Com uma voz que parece ter sido talhada para o Fado, Lorena Monteiro arrancou aplausos e entusiasmo do público presente ao cineteatro do Sindmepa na noite de quarta-feira, 11, em mais uma edição do projeto Quartas Musicais. Um timbre que acalma o coração, mas que ao mesmo tempo, desperta. Uma musicalidade brasileira, mas com o padrão de entonação bem português. A mistura resultou em um show único e surpreendente para uma noite que parecia ter sido dedicada somente à maré alta e à lua cheia. Mas não foi.

Não se arrependeu quem se aventurou a enfrentar as “águas de março” para assistir ao show Lorena Monteiro Canta Fados, com o belo acompanhamento do compositor e violonista paraense, Diego Santos, que inclusive faz uma participação solo no espetáculo, tocando um fado instrumental. A dupla, que se formou há dois anos cantando em um restaurante português da cidade, não podia ter uma interação melhor.

Lorena nunca tinha cantado em um espaço público como o cineteatro: “foi transformador para mim porque tinha um pouco de receio de cantar o fado assim em um local para um público mais diversificado. A gente fala que a fadista ou o fadista não é necessariamente por ter nascido, mas sim pela alma. Tem que saber sentir e cantar o fado. Por isso sinto que hoje foi transformador. Agora está solidificado”, resumiu.

Quem vai discordar depois de ouvir Lorena arrrancar suspiros ao interpretar O Pastor, consagrado na voz incrível da cantora portuguesa Teresa Salgueiro, do inesquecível grupo Madredeus? Ou, atendendo a pedidos, cantar a popular Uma Casa Portuguesa, de Amália Rodrigues, talvez a música portuguesa mais conhecida no Brasil.

O padrão de entonação de Lorena tocou o empresário de descendência portuguesa Leonel Pinho, que esteve no cineteatro pela primeira vez e elogiou a performance da cantora. “Eu vejo que ela canta com o tom de portugal. Isso é raro”. Pinho foi ao cineteatro pela primeira vez atraído por uma reportagem de jornal. “Não sabia desse lugar e fiquei bem surpreso. É muito bonito e acolhedor”, disse.

A colônia portuguesa presente ao cineteatro também aprovou. “Adorei, amei. Queria bis. Foi pouco”, disse a portuguesa Maria da Luz que também foi ao cineteatro atraída pelo show e levou a mãe Olinda, outra entusiasta do fado: “Queria que ela cantasse mais”, disse Olinda.

O show foi aberto pelo diretor do Sindmepa, Wilson Machado que disse da satisfação do sindicato em receber um público tão fiel em suas dependências. “O Sindmepa agradece a presença de vocês e ficamos muito gratos também aos músicos que se apresentam aqui e tornam esse sonho possível”.

O coordenador do cineteatro, José Maria Bezerra, agradeceu aos músicos pelo show, à imprensa, que tem ajudado na divulgação do projeto, em andamento desde janeiro, e à equipe do Sindmepa, que dá suporte aos músicos. “Convidem mais pessoas, queremos fazer deste espaço cultural um espaço de encontros nas Quartas Musicais”, disse Bezerra, avisando ainda que no próximo dia 25 o cineteatro trará o violonista Sebastião Tapajós com o show “Por entre as Árvores”, juntamente com o pianista Andreson Dourado.
Para este dia será disponibilizada a retirada de ingressos com uma hora de antecedência (18:30h) na portaria do Sindmepa.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará