WhatsApp: (91) 8895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386
Afiliado a:

Sindmepa Informa – 29.03.2020

0

ATENDIMENTO ON LINE

Médicos tem agora à sua disposição atendimento por vídeo conferência da equipe do Sindmepa. O atendimento virtual pode ser feito via whatsapp com o setor de interesse, seja plano de saúde (91) 98895-3103; Secretaria e Jurídico: (91) 98491-1218; e recepção: (91) 99893-3486. E em pleno funcionamento há ainda o SOS Sindmepa, funcionando 24 horas: (91) 99989-3386, para os atendimentos emergenciais.

DEMITIDO

Um médico de Santarém foi demitido em plena pandemia do corona vírus apenas por denunciar via rede social a falta de EPI – Equipamento de Proteção Individual – para sua atividade em um dos balneários mais conhecidos do mundo, Alter do Chão. Nossa Delegacia Sindical agiu rápido e conseguimos reverter a demissão após denúncia do caso e reunião com a Secretaria de Saúde de Santarém, que usou de sensatez e manteve o médico nos quadros do município. Continuamos recebendo denúncias de vários casos de falta de EPi’s, tanto na capital quanto no interior, o que é inadmissível. Já acionamos as autoridades competentes para providências.

EXCLUÍDOS

O Sindmepa está oficiando ao prefeito de Belém solicitação de inclusão de profissionais médicos e de outras áreas da saúde no Decreto Municipal 95960, que declara situação de emergência em Belém para enfrentamento da pandemia de Coronavírus. No Decreto estão excluídos médicos e demais profissionais de saúde dentre as categorias que poderão ficar afastadas do trabalho no período considerado o mais crítico da pandemia no estado. É sabido que há no quadro da Prefeitura de Belém centenas desses profissionais com mais de 60 anos e portadores de doenças crônicas. Esses merecem o mesmo cuidado atribuído aos demais para a preservação de sua saúde e sua vida. Caso nossa solicitação não tenha retorno, tomaremos as providências legais cabíveis.

ESTUDANTES

Esta semana também fomos surpreendidos com o convite inusitado da Prefeitura de Belém aos estudantes de último ano de medicina e enfermagem, para aderir, de forma voluntária, ao combate ao Corona Vírus. Obviamente, desaconselhamos e desestimulamos a adesão. Além do aspecto ilegal para o exercício da profissão, sem a titulação definitiva, se coloca em risco todos os que aceitarem o chamado, bem como as famílias destas pessoas, uma vez que não terão capacidade técnica plena para o exercício da profissão.

AOS JORNALISTAS

Em contribuição à prevenção da Covid-19, o Sindmepa publicou esta semana recomendações voltadas diretamente aos profissionais da comunicação que vêm trabalhando na cobertura de fatos e eventos ligados à pandemia no Brasil e no estado do Pará. Assinado pela infectologista Helena Brígido, nossa diretora, o texto recomenda aos jornalistas o distanciamento necessário com os entrevistados, evitar as coletivas presenciais e, sempre que possível, trabalhar em home office. O texto completo está disponível em: encurtador.com.br/iENTZ.

SEGURO E COVID-19

A Mongeral Aegon, parceira do Sindmepa na área de seguros e previdência privada, decidiu pagar todos os benefícios de forma integral nos casos de Morte e Invalidez Permanente pelo COVID-19, inclusive para contratos em que a pandemia não estaria coberta. Em um momento de incertezas, é louvável a atitude da MAG em contribuir para a saúde financeira dos seus clientes.

 

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará