WhatsApp: (91) 8895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386
Afiliado a:

Sindmepa Informa – 10.05.2020

0

SYNDI

Já está no ar a assistente virtual do Sindmepa que visa simplificar as demandas dos médicos ao sindicato. Dúvidas sobre sindicalização, boleto de pagamento de anuidade, plano de saúde, seguro de vida ou de bens, ações jurídicas, ações trabalhistas, cursos, entre outras, podem ser tiradas com a nossa assistente virtual, Syndi, e muitas das pendências podem ser resolvidas pelo próprio chat. Para falar com a Syndi, acesse: http://syndi.sindmepa.org.br/.

DESCANSO

Na semana que encerrou a Secretaria de Saúde de Parauapebas (Semsa) deslanchou uma operação que, no nosso entendimento, visava unicamente constranger médicos em seu horário de repouso. Ora, a Resolução Cremesp 90/2000 estabelece que em atividades, em regime de plantão, os médicos deverão dispor de condições que permitam pausas compensatórias e conforto. Também a CLT garante o intervalo para repouso e alimentação ao médico. A ação da Semsa, além de desrespeitosa, viola a privacidade dos médicos, o que é inadmissível. Acionamos nosso jurídico para as providências cabíveis.

TESTES PARA MÉDICOS

O Sindmepa, em convênio com a Clínica Som Diagnósticos, está disponibilizando desde o sábado, 2, testes para identificar a infecção pela Covid 19 em médicos e familiares. O serviço estará disponível até o dia 30. Mas é necessário pré-agendamento, via Sindmepa, exclusivamente pelos telefones: 3224-3096/3224-7908/3224-3683 ou pelo celular 99989-3486 (whatsapp), no horário das 9h às 17h. O atendimento será no estacionamento coberto do Parque Shopping da Augusto Montenegro, no sistema drive thru. Para acesso ao local será obrigatória a apresentação da carteira de identidade do médico (CRM).

DESVIO DE FUNÇÃO

Residentes que atuam no Ophir Loyola denunciam ao Sindmepa desvio de funções e atribuições de carga horária acima da carga horária prevista para residentes. Muitos estão sendo lotados na radiologia, área onde não se lida de frente com o paciente. Além de expostos a situações insalubres, recebem tão somente o valor da bolsa de residentes, o que viola a legislação vigente. Já estamos investigando a situação e vamos tomar providências.

DIREITOS GARANTIDOS

O Sindmepa conseguiu ultimar junto à Prefeitura Municipal de Belém (PMB) a minuta de contrato que garante segurança aos médicos que firmarão contratos temporários com a PMB para trabalhar no enfrentamento à pandemia. Além da melhoria dos valores de plantões, estão assegurados o tratamento, em caso de contágio pela Covid; bem como o pagamento pelo afastamento em caso de contaminação; fornecimento de EPIs; formulários para denúncias; e multa, em caso de não cumprimento das garantias asseguradas pelo município. Uma vitória, já que a maioria dos contratos médicos com as organizações são feitos por meio de pessoa jurídica.

UPA NA UTI

Médico da UPA do distrito Industrial de Ananindeua protocolou no Sindmepa documento comunicando a entrega das escalas naquela unidade de saúde, motivado pela falta de condições de trabalho. Faltam condições estruturais, medicamentos; exames laboratoriais imediatos; hospital público de retaguarda (a regulação para os hospitais privados e Metropolitano quando chega, o paciente já foi a óbito). Não há monitores cardíacos e os dois respiradores existentes são velhos e insuficientes. Além de tudo, o vínculo de trabalho dos médicos é precário. O Sindmepa vai fazer uma fiscalização na unidade.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará