WhatsApp: (91) 8895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386
Afiliado a:

Belém pode estar exposta a um novo pico de ocorrência da Covid 19, aponta estudo

1

Relatório do laboratório de Epidemiologia, Territorialidade e Sociedade do Núcleo de Medicina Tropical da Universidade Federal do Pará sobre a Covid-19 no estado, classifica a capital paraense como “uma população vulnerável, possivelmente exposta a um novo pico de ocorrência e novo colapso da saúde, cujas taxas de ocupação persistem em torno de 80%, ainda com ocorrência de óbitos”.

O estudo, que analisa as semanas 12 a 21 da pandemia no Estado, aponta o quadro de avanço ao interior como “desesperador considerando o agravamento do abismo geográfico, social, econômico e de serviços de saúde. O cenário de pandemia é dinâmico e o atraso e dificuldade de notificação e testagem é enorme considerando a capacidade de infectar e as dificuldades do próprio sistema”.

O estudo é assinado por onze pesquisadores, entre eles a dra. Marília Xavier, especialista em saúde coletiva, pós-doutora da USP, ex-reitora da Uepa e diretora do Sindmepa. Utiliza estudo da Universidade de Pelotas, que estimou que 15,1% da população de Belém estaria afetada pelo vírus, resultando em 225 mil pessoas afetadas na capital. O número é bem acima do notificado, mas ainda longe dos 70% necessários para o desenvolvimento da “imunidade de rebanho”, o que tornaria ainda a capital paraense altamente vulnerável. Com os dados analisados, a elaboração de indicadores e o cruzamento de informações, os pesquisadores propõem caminhos a serem seguidos pelas autoridades para amenizar o efeito da pandemia na cidade e região metropolitana.

O estudo completo em 18 páginas pode ser acessado no link: https://bit.ly/2MpP5hS

1 comentário

  1. ADALGISA AMELIA RAMOS DE OLIVEIRA on

    Eu sem fazer pesquisa nenhuma, já me preocupava com um segundo pico de infeções e mortes. A flexibilização foi e está sendo precoce. Ainda estamos na curva ascendente de Infecção e já está nas ruas, ou de máscara ou sem máscara ou usando a máscara de maneira errada. Infelizmente ainda vamos assistir cenas de pessoas desesperadas querendo invadir hospitais lotados e sem condições de atendimento. O Governador que vem desenvolvendo um excelente trabalho teve que ceder ao GOVERNO Federal e aos empresário. É o povo que exigia a abertura de tudo porque não tinha o que comer, correu pras ruas do comércio popular da Rua João Alfredo, para comprar suas bugigangas, que com certeza poderia esperar. Quem não espera e aquela senhora vestida de preto, chamada MORTE. Ela está atenta aos incautos e aforradores, que insistem em desafiar esse vírus mortal. Hoje perdi 3 amigos. Triste❗❗

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará