WhatsApp: (91) 8895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386
Afiliado a:

Médicos do Hangar e do Abelardo recebem plantões atrasados

0

Conforme combinado com os médicos do Hospital de Campanha do Hangar e do Abelardo Santos, nesta terça-feira, 30, todos os 34 médicos que estavam com pagamentos em atraso desde abril tiveram os plantões quitados pela Organização Social Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Pacaembu. Os pagamentos começaram a ser depositados a partir das 14h, deixando os médicos um pouco mais tranquilos.

“Fiquei super aliviada, porque não sabia como ia pagar contas básicas; não sabia como ia pagar o Imposto de renda, por exemplo. Estava nervosíssima!”, afirma uma médica do hospital de campanha do hangar. “A mobilização via sindicato foi fundamental nessa luta”, ressalta.

Outro profissional, do Abelardo Santos, que também estava sem receber e teve a situação regularizada, observou que “os médicos esperam a regularização do pagamento nos meses seguintes, conforme acertado do pagamento, no começo do mês. Até porque a pandemia ainda não acabou; há muitos doentes e necessitando de mão de obra especializada”.

“Toda dificuldade exige espírito conciliador, vontade de diálogo e composição de conflitos. Essas atitudes frutificam para o bem de todos, especialmente para a população”, afirma o assessor jurídico do Sindmepa, Eduardo Sizo, que participou da articulação e do diálogo com a Sespa.

Para o diretor do Sindmepa, Waldir Cardoso, um dos articuladores da mobilização dos médicos, “o resultado positivo deveu-se, fundamentalmente, à coesão dos médicos decididos a fazer valer os seus direitos e a sensibilidade da Sespa, que nos recebeu imediatamente e trabalhou pela solução. O Sindicato cumpriu sua obrigação. Parabéns aos médicos”.

ENTENDA

O caso dos atrasos dos salários dos médicos do Hospital de Campanha do Hangar e do Hospital Abelardo Santos mobilizou a opinião pública desde semana passada, quando eles denunciaram ao Sindmepa que não recebiam plantões desde abril.

O Sindmepa acionou o Ministério Público do Trabalho para investigar e tomar providências sobre o caso, além de denunciar o problema junto à imprensa. O gerenciamento dos dois hospitais está sob a responsabilidade da Organização Social Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Pacaembu, que quarteirizou a contratação de médicos para a MedPlantões.

Na última quinta-feira, 25, a Sespa enviou comunicado ao Sindmepa pedindo que os médicos aguardassem sete dias para o pagamento dos plantões. No mesmo dia, em assembleia geral virtual, os 34 médicos dos dois hospitais decidiram não mais renovar contratos com a OS, caso seus salários não fossem pagos até hoje. No sábado, familiares de pacientes de covid 19 atendidos nos dois hospitais fizeram manifestação em favor do pagamento dos médicos.

Ontem, em reunião realizada com a participação do Sindmepa, representantes do Ministério Público do Trabalho e da OS, a empresa assumiu o compromisso de realizar o pagamento dos médicos até hoje, às 17 horas. Uma vitória da união dos médicos e da sociedade civil.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará