WhatsApp: (91) 8895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386
Afiliado a:

Sindmepa Informa – 14.06.2020

0

DOIS VIOLÕES

Após o sucesso na apresentação inaugural do projeto Quartas Musicais do Sindmepa, a dupla “Dois violões da Amazônia”, de José Maria Bezerra e Ricardo Smith volta a se apresentar no projeto, só que desta vez no formato de live, por conta da pandemia do coronavírus. A live será na quarta-feira, 17, transmitida no perfil do Instagram do músico, @jmbezerra, às 19h30.

TUCURUÍ

Em Tucuruí, depois que uma OS assumiu o gerenciamento do hospital regional, instalou-se um clima de apreensões entre médicos, que temem por perda de direitos e até reduções salariais. Eles querem que a Sespa continue responsável pelo seu salário-base e que seja acrescido ao contracheque a gratificação de interiorização. Denunciam a “terceirização da terceirização” e criticam o fechamento do Pronto Socorro no pior momento da pandemia, o que elevou o número de óbitos nas UPAS. Faremos uma vídeoconferência nesta semana para detalhar as denúncias e tomar providências.

SEM FÉRIAS

Na Santa Casa de Misericórdia, trabalhadores foram surpreendidos por ofício anunciando a suspensão de férias, licença-prêmio ou “licença para tratar de interesses particulares”. Por conta da pandemia, o estado veta direitos garantidos pela CLT a profissionais que já estão no limite da exaustão por conta dos problemas causados pela Covid 19. Não é compreensível a não concessão de férias se o estado recebeu recursos extras de mais de R$ 100 milhões para dar conta da demanda pela Covid 19.

PORTO

No Porto Dias, médicos contratados com vínculo CLT estão sendo coagidos a pedir demissão e constituir Pessoa Jurídica para serem contratados por uma empresa terceirizada criada para prestar serviços ao hospital. Muitos já pediram demissão por conta das pressões e a maioria se desligou do vínculo CLT para não perder o trabalho.

TRANSPARÊNCIA

Na semana passada, o Sindmepa manifestou seu repúdio à tentativa do governo federal de maquiar os números da Covid 19 no site do Ministério da Saúde. Para estabelecer estratégias efetivas de combate à doença, é preciso antes de tudo honestidade e transparência nos números. Em boa hora, o Tribunal de Contas da União, o Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde e o Congresso Nacional tomaram atitudes para devolver à sociedade o acesso à informação, direito de todo cidadão em uma sociedade democrática.

RESIDENTES

Até o mês de novembro, 44.000 Médicos Residentes do Brasil irão receber um bônus de 20% sobre o valor da bolsa residência. A boa notícia foi garantida pela diretora do Departamento de Gestão e Trabalho em Saúde do Ministério da Saúde (DEGETS/MS), Mayra Pinheiro, durante reunião virtual realizada pela Frente Parlamentar da Medicina (FPM) e o Instituto Brasil de Medicina (IBDM), para discutir a situação da Residência Médica no Brasil. 

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará