qua

maio 22, 2024

Afiliado a:

Login

Espaço do Médico

qua

maio 22, 2024

Afiliado a:

Espaço Médio

Pará já perdeu 47 médicos por covid-19

Quarenta e sete médicos do Pará já morreram em virtude da pandemia da covid-19, de acordo com levantamento do Sindicato dos Médicos do Pará (Sindmepa). Não necessariamente, faleceram no Estado do Pará. Alguns estavam atuando em outras praças.

O Sindmepa inaugurou um memorial em homenagem aos médicos mortos durante a pandemia. “Quando o memorial foi pensado, em maio, eram 28 mortos. Entrou no ar em julho e hoje já são 47 médicos vítimas da Covid. Não podemos afirmar que todos os que morreram estavam no exercício de sua função profissional, mas podemos afirmar que a maioria sim”, externa o Sindmepa.

Contágio

Para o diretor do Sindmepa, Waldir Cardoso, a quantidade elevada de casos e óbitos entre profissionais de Saúde no País, por contágio do novo coronavírus, relaciona-se com o fato de que “a principal causa da contaminação entre profissionais de saúde é a exposição, agressividade e contagiosidade do vírus”.

“Além disso, o contato com vários infectados aumenta a carga viral a que os trabalhadores estão submetidos. Para reduzir isso, só aumentando as medidas de proteção, treinamento dos profissionais, obediência às medidas protetivas por parte de todos os trabalhadores de saúde”, acrescenta.

Fonte: O Liberal/Sindmepa 

Veja mais
Músico apresenta Através do Tempo na Quarta Musical

Músico apresenta Através do Tempo na Quarta Musical

José Maria Bezerra volta à Quarta Musical do Sindmepa com o show “Através do Tempo”, título do álbum lançado em março deste ano. O músico apresentará o repertório autoral em

Sindmepa Informa – 18.09.2023

Sindmepa Informa – 18.09.2023

PARALISAÇÕES Médicos das UPAs Marambaia, Jurunas e Terra Firme comunicaram ao Sindmepa na ultima sexta-feira que iriam paralisar os atendimentos nas unidades novamente por atraso de pagamento. O último repasse

CFM atualiza termos para publicidade médica

CFM atualiza termos para publicidade médica

Após processo que durou mais de três anos, o Conselho Federal de Medicina atualizou as regras de publicidade médica. Para definir as novas diretrizes foi realizada uma consulta pública, que