WhatsApp: (91) 8895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386
Afiliado a:

Familiares, amigos e colegas de profissão lamentam a perda de Eduardo Sizo

0

A morte do advogado Eduardo Sizo, assessor jurídico Sindmepa, na manhã de segunda-feira, 4, deixou a todos sem chão. Eduardo Suzuki Sizo foi mais do que um advogado, ele foi amigo, solidário e companheiro, faleceu devido complicações da covid-19. Especialista em direito médico, Eduardo atuou por mais de 20 anos defendendo a causa dos profissionais de saúde, lutava com garra de leão para defender os médicos e se destacou pela sua atuação.

Familiares, amigos e colegas de profissão lamentam a perda de um ser humano tão especial, conhecido onde quer que estivesse pela sua alegria, bondade e dedicação. Mary Cohen, conheceu Eduardo em 1996 e o descreve como o amigo-irmão, sempre solícito e prestativo. “Sua partida tão repentina ainda não foi processada, estou atônita, sem entender porque ele foi assim, tão de repente, com tantos planos, tanta esperança de que tudo ia melhorar”, diz Mary Cohen.

Amiga de muitos anos, dra Silvia Mourão relembrou de como Sizo gostava do contato com as pessoas e como era atencioso. “Ele gostava da vida agitada de advogado. Não gostava muito de ficar preso em escritório. Gostava de audiências, delegacias, palestras, assembleias, e etc. Gostava do contato direto com as pessoas, gostava da rua, dos pobres, dos oprimidos e das ações religiosas. Sempre vinha me buscar para me levar para todos os lugares. Chegava cedo, era muito ansioso”, conta Silvia.

Para os diretores que integram a diretoria colegiada do Sindmepa, Eduardo Sizo foi muito mais do que um assessor jurídico e sempre será lembrado como um excelente profissional, querido por toda a categoria médica.

“Sizo foi muito mais que um assessor. Era o 23° membro da Diretoria do Sindmepa. Profissional competentíssimo, dedicado, comprometido, sensível às demandas dos médicos. No auge da pandemia foi um gigante. Atendendo, articulando e reivindicando junto ao judiciário os direitos dos médicos. Perdemos também um amigo fraterno e leal. Perda irreparável para todos nós”, disse Waldir Cardoso.

“Ele estará nos nossos corações e mentes pela ternura, meiguice, postura, companheirismo, retidão, amor ao próximo, correção e justiça, que eram algumas das suas várias qualidades entre tantas outras. Perdemos um grande parceiro do dia-a-dia, mas fica o exemplo a ser seguido. Além de excelente profissional, apaixonado pelo que fazia na defesa irrestrita dos médicos do Pará”, relata Wilson Machado.

“Além de ser um excelente profissional querido pela categoria médica era um ser humanitário, solidário, caridoso e uma pessoa do bem. Nossos funcionários e a diretoria colegiada ficaram muito abalados, e confortam a família neste momento de profunda dor”, disse João Gouveia.

Eduardo Sizo era membro da “Casa de Acolhida Filhos Prediletos”, também conhecida como “Fraternidade O Caminho”. José Marinho Gemaque Junior, amigo de Eduardo, contou que ele era leigo da fraternidade há mais de dezesseis anos e, com os demais leigos, ele se preocupava, atendia e se solidarizava com os “filhos prediletos”, pessoas excluídas da sociedade. O amor ao próximo por meio de ações, era o instrumento que Eduardo utilizava para plantar a caridade, no coração daqueles que o cercavam.

“Eduardo amava Nossa Senhora e, sem dúvida, Jesus e a Deus. Era um católico praticante. Rezava diariamente e assistia missa constantemente. Além da Fraternidade o Caminho, o Eduardo ainda ajudava a Missão Belém, que é outra instituição religiosa, que ajuda apenas os excluídos pela sociedade”, conta Gemaque.

Comovido por esta perda lamentável, o Sindmepa deseja que nosso amado amigo siga em paz, iluminando com sua luz e alegria os ambientes celestiais. Ficamos com seu exemplo de honradez e honestidade.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará