WhatsApp: (91) 8895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386
Afiliado a:

Sindmepa Informa – 21.02.2021

0

NOVO I
Automação, eficiência, integração. Esse é o tripé da nova ferramenta de gestão digital do Sindicato dos Médicos do Pará: o Gestão na Mão, a nova forma de comunicação da categoria com o seu sindicato. Em consonância com a estratégia de tornar mais simplificado o acesso dos médicos ao Sindicato, a ferramenta será lançada amanhã, com diversos recursos digitais nas mãos do médico.

NOVO II
O novo sistema Gestão na Mão permite que o médico tenha acesso às informações gerais que envolvem seu relacionamento com o sindicato. Requisitar boletos, atualizar cadastro, baixar arquivos de seu interesse, serão alguns dos serviços que o médico poderá acessar a partir do seu smartphone. E para os que não são associados, a ferramenta permite fazer todo o processo de associação do início ao fim. É a abertura de um mundo de possibilidades digitais ao alcance da mão.

MINISTRO
Um documento assinado por 43 entidades e lideranças da área da saúde do município de Santarém, oeste do Pará, foi entregue esta semana ao ministro da saúde, Eduardo Pazuello durante sua visita ao município, solicitando providências urgentes para conter o avanço da covid 19 em Santarém, atualmente classificado no bandeiramento vermelho de alerta para a doença. Só nas últimas três semanas foram registradas 250 mortes, entre confirmadas e suspeitas de covid 19. A delegacia sindical do Sindmepa está entre os signatários do documento, representada pela médica Nástia Irina Souza.

CORONAVAC
Um estudo recente publicado na revista científica The Lancet Infectious Diseases, mostrou que a vacina CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, demonstra eficácia de 100% em pessoas acima de 60 anos que tomaram as duas doses da vacina. A pesquisa foi realizada em 422 pacientes voluntários na China, na faixa etária média de 65,8 anos e 66,8 anos. Esse é o primeiro artigo que aponta resultados da CoronaVac em idosos, um dos grupos mais suscetíveis a complicações do novo coronavírus.

RESPOSTA HAPVIDA
A respeito de nota publicada em nossa coluna do dia 31.01, sob o título “kit Covid”, o plano de saúde Hapvida nega “a existência de constrangimento ou ameaças a médicos assistentes no sentido de prescreverem determinada medicação a seus pacientes”. O Plano ressalta que “a prescrição de todo e qualquer medicamento é uma prerrogativa do médico assistente, e que o tratamento do paciente é baseado na autonomia médica e na valorização da relação médico-paciente, com o objetivo de oferecer o melhor tratamento disponível”. Nesse sentido, recomendamos que qualquer constrangimento deve ser comunicado ao sindicato para que repasse à direção do Hapvida e este tome as medidas cabíveis, de acordo com seu posicionamento institucional.

CORREÇÃO
Publicamos comunicado na semana passada informando que a Qualimed era uma OS que administrava uma UPA do município de Belém. A Qualimed respondeu que atua como pessoa jurídica, mas não enquadrada como OS, e que não faz gestão de UPAs do município de Belém. A OS correta na nota que menciona atrasos de pagamento é o Instituto de Apoio ao Desenvolvimento à Vida Humana (IADVH). Correção feita.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará