WhatsApp: (91) 8895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386
Afiliado a:

Estudantes da área da saúde fazem manifestação por vacina

0

No Dia da Imunização, estudantes da área da saúde fizeram uma manifestação em frente à sede da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) reivindicando a vacinação de todos os estudantes da área da saúde, conforme prevê o Plano Nacional de Imunização. A movimentação dos acadêmicos teve início às 9h da manhã de hoje e contou com representantes de vários cursos da saúde, principalmente de medicina, das principais escolas médicas da capital, UFPA, UEPA, Unifamaz e Cesupa.

Os estudantes querem a vacinação dos acadêmicos que ainda não foram vacinados e que estão desenvolvendo práticas curriculares e trabalhando em unidades de saúde. Vale lembrar que os alunos do Internato das quatro universidades de medicina de Belém já foram vacinados, após movimentação dos acadêmicos, com apoio do Sindmepa. A reivindicação de hoje visa então a imunização dos demais estudantes para que possam retornar às práticas sem prejuízo à sua formação.

“O Sindmepa apoia integralmente a reivindicação dos estudantes da área da saúde. Todos os que estão em cenário de prática estão em risco e devem ser vacinados com prioridade. Aliás, já deviam ter sido vacinados”, afirma o diretor do Sindmepa, Waldir Cardoso.

Imagem: Reprodução

Durante a manifestação, os acadêmicos fecharam as vias em frente ao prédio da Sesma com palavras de ordem e cartazes, em referência à Secretaria e a falta de vacinação dos estudantes. Logo após a movimentação, os representantes estudantis das universidades foram chamados para uma reunião junto à Sesma. Segundo informações dos representantes, foi determinada a criação de uma comissão para o planejamento da viabilização do processo de vacinação. A Sesma se prontificou a abrir a comissão e manter contato com as universidades para que haja continuidade nesse processo.

“O Núcleo Acadêmico do Sindmepa vem oferecendo total apoio frente requisições acadêmicas, principalmente, de medicina da UFPA, UEPA, Cesupa e Unifamaz que estão lutando pelo retorno de seu alunado aos campos de práticas de forma segura, para isso vários ofícios já foram enviados a Sesma. Esperamos que com a criação desta comissão, o canal de comunicação entre Sesma, Direção das IES de Belém, que tem cursos da área da saúde, e representantes estudantis surta frutos frente a formação de novos profissionais, qualificados e humanizados”, diz Ralf Oliveira, estudante da UFPA e representante do Núcleo Acadêmico.

Imagem: Reprodução

É importante ressaltar que a manifestação não foi somente dos acadêmicos do curso de medicina, e sim dos alunos da área da saúde, que também precisam de vacinação para seguir com as aulas práticas curriculares em segurança.

POSIÇÃO DA SESMA

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) informa que na manhã desta quarta-feira, 9, recebeu uma comissão de estudantes de medicina para dialogar sobre a vacinação deste grupo. A Sesma reforça que já vacinou os alunos dos dois últimos anos dos cursos de medicina de Belém e que aguarda a chegada de novas doses de imunizante para dar continuidade à vacinação deste grupo. Para tanto, ficou definido durante a reunião, que será montada uma comissão mista, formada pelos estudantes e diretores das instituições de ensino superior para apresentar à secretaria o número exato de estudantes da área da saúde que estão lidando diretamente com as pessoas acometidas pela Covid-19, em unidades de saúde ou hospitais. Nova reunião com essa comissão mista será agendada para definir as prioridades para a vacinação contra a Covid-19 dentro do grupo dos estudantes da área de saúde de Belém.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará