WhatsApp: (91) 8895-3102
S.O.S Sindmepa: (91) 99893386
Afiliado a:

Governo Edmilson frustra médicos e servidores municipais

0

O resultado das eleições municipais de 2020 em Belém encheu de esperança os servidores públicos municipais. Um ex-sindicalista iria assumir pela terceira vez o comando municipal. Experiência administrativa e compromisso com os trabalhadores não iria faltar. Dezesseis anos de governos hostis aos servidores aparentemente chegavam ao fim.

Nos anos Zenaldo Coutinho os servidores sofreram praticamente um congelamento de salários e o salário base, a partir do qual se calcula a aposentadoria, ficou abaixo de um salário mínimo. Além do arrocho salarial, os médicos prestadores de serviço passaram a receber cada vez com mais atraso até que os pagamentos se fixaram no dia 20 do mês subsequente ao trabalhado. Desta forma, o reajuste do vencimento base para o valor do salário mínimo e a antecipação dos pagamentos dos prestadores de serviço para o dia 05 do mês subsequente ao trabalhado, passaram a ser as principais reivindicações dos médicos, do ponto de vista salarial, para a nova administração. E tínhamos a expectativa de que o diálogo seria mais aberto e com resultados profícuos.

Cinco meses de governo foram suficientes para demonstrar que estávamos todos redondamente enganados, até porque já não há que se falar em dar tempo para os novos gestores tomar pé da situação. O diálogo com a Secretaria Municipal de Saúde é difícil, truncado e sem respostas objetivas às demandas dos médicos e acadêmicos de medicina que são apresentadas à SESMA, pelo Sindmepa. Em geral não recebemos resposta aos expedientes enviados. Médicos prestadores de serviço continuam sem qualquer contrato escrito e o pagamento não tem mais data certa para sair. O já tardio 20 do mês subsequente ao trabalhado passou a data incerta. Existe empresa médica que está sem receber desde fevereiro. E o golpe final: não há qualquer perspectiva de reajuste do salário base para o equivalente, pelo menos, a um salário mínimo, informação que recebemos da SEMAD na mesa setorial de saúde.

O início da administração do prefeito Edmilson Rodrigues deixa a desejar. É tempo de mudar. Como já dito, experiência administrativa não lhe falta. Diálogo franco e respeito aos trabalhadores municipais e às suas entidades representativas é a marca que se espera da administração de um prefeito com o perfil e trajetória política do atual alcaide. A diretoria do Sindicato dos Médicos do Pará reafirma sua disposição para o diálogo, assim como reitera o compromisso inarredável que temos com o legítimo interesse dos médicos e a luta pela saúde de qualidade para todos.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará