qui

jun 13, 2024

Afiliado a:

Login

Espaço do Médico

qui

jun 13, 2024

Afiliado a:

Espaço Médio

O Mercado do Choro apresenta músicas instrumentais em live

A Quarta Musical está repleta de música instrumental com a apresentação do quarteto O Mercado do Choro. Na próxima quarta-feira, 25, o grupo formado pelos músicos Tiago Amaral (clarinete), Carla Cabral (cavaquinho), Diego Santos (violão 7 cordas) e Gabriel Ventura (percussão), apresentará composições autorais de choro, maxixe e baião. A transmissão ao vivo do show tem início às 19h, no perfil do Instagram, @omercadodochoro.

O quarteto foi criado em 2013 dedicado à pesquisa e criação do gênero musical choro. Antes da pandemia do novo coronavírus, o grupo realizava encontros em praças e mercados, valorizando o patrimônio histórico e convidando as pessoas para as rodas de choro. Os músicos iniciaram um processo de composição, vivenciado em contato direto com a expressão sonora de Belém, dentro das próprias rodas de choro, no meio urbano. A experiência foi contemplada em 2016 com o Prêmio SEIVA da Fundação Cultural do Pará.

A musicista Carla Cabral diz que o que motivou a criação e a forma de apresentação do grupo foi a possibilidade em democratizar o acesso ao choro à população que frequenta os patrimônios públicos da cidade. “Foi uma junção de perspectivas, colocar música nesses ambientes, fazer com que os trabalhares pudessem ter contato com a música instrumental, fazer com que as pessoas pudessem apreciar a cidade e também a produção musical dela, tudo isso que me motivou, junto com os meus parceiros”, conta.

Logo, O Mercado do Choro foi se desenvolvendo e estabelecendo parcerias com projetos que também buscam a preservação do patrimônio histórico da capital paraense. Assim, além de fomentar as rodas de choro nesses espaços, os músicos consideram a atividade de composição nesses encontros uma ação estimulada pela estética das ruas e de seus sons, sendo tão importante quanto divulgar obras já reconhecidas.

Atualmente, o quarteto possui dois álbuns autorais, lançados em 2016 e 2020, que estarão presentes no repertório da live musical. “É sempre bom a gente poder ter um canal de troca com as pessoas, poder aprender com elas. Ainda estamos na pandemia, então a produção de lives faz com que a gente se sinta menos carente. Eu acompanho algumas lives do Sindmepa e sei que são ótimas, com artistas maravilhosos. É a nossa oportunidade agora, com esse convite da Camila Alves, e a gente está muito feliz”, ressalta Carla.

Veja mais

Mais populares: