seg

jun 17, 2024

Afiliado a:

Login

Espaço do Médico

seg

jun 17, 2024

Afiliado a:

Espaço Médio

Presidente da Santa Casa garante que não vai haver terceirização em novos setores do hospital

Não vai haver terceirização da neonatologia, ginecologia e obstetrícia na Santa Casa, garantiu o presidente da Fundação, Bruno Carmona, em reunião realizada na última quarta-feira, 27, com representantes do Sindicato dos Médicos do Pará. A reunião foi solicitada pelo sindicato para dissipar várias dúvidas que circulavam sobre o assunto e pedir esclarecimentos sobre temas recorrentes da Santa Casa.

O presidente afirmou que desconhece o assunto sobre terceirização nestas áreas, garantindo que isso sequer foi pautado pela gestão. O Sindmepa foi informado sobre as supostas mudanças por denúncias enviadas à entidade.

Um dos temas tratados foi a incorporação à remuneração da Gratificação de Alta Complexidade (GAC), o que demanda alteração do regimento interno além do envio de Projeto de Lei à Assembleia Legislativa pelo Executivo estadual. O presidente, Bruno Carmona, afirmou que assim que os procedimentos estiverem vigentes, está disposto a incorporar a GAC aos salários. A diretora do Sindmepa, Vilma Hutim e a médica Patrícia Arruda, membros da Comissão da GAC, se comprometeram em reenviar à Santa Casa o dossiê sobre a gratificação para que seja apreciado pela gestão.

Outro assunto tratado na reunião foi o pagamento parcial da Gratificação de Desempenho Institucional (GDI). Sobre o assunto, o presidente informou que os pagamentos são realizados obedecendo índices e análise dos parâmetros, decididos pela Comissão de GDI. Para chegar ao valor de pagamento são levados em conta cinco parâmetros de análise, entre eles a taxa de cesáreas realizadas no hospital.

Para manter o Sindmepa informado sobre os assuntos tratados pela Comissão, o presidente se comprometeu em convidar o sindicato para as próximas reuniões, até que o mesmo possua um representante fixo, pois a Comissão é composta por servidores definidos em eleição.

Bruno Carmona explicou ainda que as reuniões do Conselho Gestor não estariam acontecendo por falta de quórum suficiente, já que muitos membros não estariam comparecendo às reuniões, mesmo que virtualmente. O Sindmepa faz parte do Conselho e o diretor, João Gouveia propôs que uma nova reunião seja marcada para reafirmar os deveres dos membros junto ao Conselho.

Em relação aos plantonistas, a diretora técnica assistencial, Norma Fonseca, informou que existem 10 escalas de plantões, divididas em equipes diurnas e noturnas, com médicos fixos e extras. Porém a diretora do Sindmepa e médica do hospital, Rosana Rego relatou que as escalas das sextas-feiras são incompletas e que, por vezes, de seis a sete médicos integram a escala. Após tomar conhecimento sobre a situação, a gestão se comprometeu em agendar reunião para solucionar o problema.

O diretor do Sindmepa, João Gouveia avaliou a reunião como positiva e falou em nome da diretoria colegiada ao pedir a realização de reuniões mais frequentes, como ocorreu com as administrações anteriores, mantendo o clima de cordialidade e entendimento presente e agradeceu à diretoria da Santa Casa pela concessão da audiência.

Entre os desdobramentos da reunião ficou acordado que o Sindmepa enviaria ofício à instituição, o que já foi efetuado, com os seguintes assuntos: regulamentação da Gratificação de Alta Complexidade – GAC, regulamentação da Gratificação de Desempenho Institucional – GDI, regimento atual do Conselho Gestor e a interveniência do presidente para agendar audiência com o atual secretário estadual de saúde, que não recebeu os representantes do sindicato até hoje, apesar dos vários ofícios enviados a este.

Estiveram presentes à audiência o presidente da Santa Casa, Bruno Carmona; o diretor administrativo e financeiro, Carlos Gilberto Vieira; a diretora técnica assistencial, Norma Fonseca e a diretora de planejamento, orçamento e gestão, Walda Valente. Os diretores do Sindmepa, Wilson Machado, João Gouveia, Vilma Hutim, Emanuel Resque, Rosana Rego, Patrick Maneschi e as médicas Patrícia Arruda e Ana Cláudia Costa.

Veja mais

Mais populares: