WhatsApp: (91) 8895-3102
Afiliado a:

Sindmepa Informa – 26.12.2021

0

INCÊNDIO

Nesta semana que passou um incêndio abalou, literalmente, as estruturas do hospital Abelardo Santos, um dos maiores hospitais administrados pelo estado, por meio de OSs contratadas a peso de ouro. Segundo vídeos publicados nas redes sociais, o incêndio obrigou a retirada de emergência de pacientes, adultos e crianças, que corriam risco de vida nas dependências do Hospital. O mais estranho é que nem a Sespa, nem o governo do estado, nem a OS que administra o hospital deram qualquer informação oficial sobre o corrido.

SESMA

Profissionais lotados nas Upas geridas por OSs localizadas nos bairros da Marambaia, Jurunas e Terra Firme estão sem receber suas remunerações desde outubro deste ano. Os profissionais com salários atrasados já cogitam pedir desligamento do cargo, neste final de ano mesmo, quando historicamente temos aumento de demandas nas unidades de saúde e já estamos com aumento considerável por conta do surto de gripe. Diante desses problemas, enviamos ofício ao secretário de saúde de Belém solicitando informações sobre as medidas tomadas pela Sesma para evitar superlotação nas unidades e sobre a previsão de pagamento dos salários atrasados aos médicos. 

INJÚRIA

Causou revolta áudio exibido em redes sociais na semana passada do prefeito do município de Santa Luzia do Pará agredindo com palavras uma médica que prestava serviços ao município e estava com seus vencimentos atrasados. A médica ofendida encontra-se resguardada pelo Código de Ética Médica. No áudio, o prefeito comete crime de injúria, majorado por se tratar de funcionária pública. Nosso mais profundo repúdio à conduta violenta e criminosa do prefeito e nossa completa solidariedade à colega médica. 

VACINAÇÃO

A Sesma passou a adotar o intervalo vacinal de quatro meses para aplicação da terceira dose contra a covid-19. Também estão disponíveis doses para quem ainda não se vacinou ou está em tempo de tomar a segunda dose. A Secretaria divulgou ainda as unidades que continuam aplicando a vacina, entre elas: unidades básicas de saúde, estratégias saúde da família; CRAS, além de shoppings, escolas, hospitais e faculdades específicas. 

PESQUISA

Uma pesquisa elaborada pela Fiocruz pretende investigar as transformações provocadas pela pandemia de Covid-19 nas condições de trabalho e saúde mental de trabalhadores que atuam na assistência à saúde indígena de todo o Brasil. Por meio de um questionário inédito será possível conhecer o perfil sociodemográfico, a jornada de trabalho, as condições e o nível de proteção durante o exercício da atividade, além das alterações provocadas pela pandemia na vida pessoal e profissional de um contingente de 20 mil trabalhadores. Pode-se participar da pesquisa acessando o link: https://bit.ly/3pdtzBd.

ANO NOVO

O Sindmepa celebra o encerramento de mais um ano com a certeza de que as vitórias a favor da categoria médica só foram possíveis graças à união e determinação de entidade, colaboradores e associados. Que 2022 traga  um novo tempo com mais compreensão, empatia e saúde, acima de tudo. O Sindicato dos Médicos do Pará deseja a todos um feliz ano novo!

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará