WhatsApp: (91) 8895-3102
Afiliado a:

Fevereiro chama atenção para o tratamento de doenças sem cura

0

O mês de fevereiro contempla duas importantes campanhas. Este mês, as cores roxa e laranja são utilizadas com o objetivo de divulgar informações e combater algumas doenças. A cor roxa chama atenção para o Lúpus, a Fibromialgia e ao Mal de Alzheimer. Já a cor laranja foi incluída na campanha para conscientizar um dos tipos mais graves de câncer, a Leucemia. Levantamentos apontam que tanto o Lúpus quanto a Fibromialgia afetam principalmente as mulheres.

O Lúpus é caracterizado como um distúrbio crônico que faz com que o organismo produza mais anticorpos que o necessário para se manter em pleno funcionamento. Os anticorpos em excesso passam a atacar o organismo, causando inflamações nos rins, pulmões, pele e articulações.

Segundo o Ministério da Saúde, o Lúpus Sistêmico (Les) é a forma mais séria da doença e também a mais comum afetando aproximadamente 70% dos pacientes com lúpus. Ele afeta principalmente mulheres, sendo 9 em 10 pacientes com o risco mais elevado durante a idade fértil.

Já a Fibromialgia ataca especificamente as articulações, causando dores por todo o corpo, principalmente nos músculos e tendões. A síndrome também provoca cansaço excessivo, alterações no sono, ansiedade e depressão. O motivo pelo qual pessoas desenvolvem a doença ainda é desconhecido. No Brasil, a Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR) calcula que a fibromialgia afeta cerca de 3% da população. Sendo que em cada 10 pacientes com fibromialgia, sete a nove são mulheres.

O Alzheimer é uma doença neuro-degenerativa que provoca o declínio das funções cognitivas, reduzindo as capacidades de trabalho e relação social. Com o passar do tempo, ela também interfere no comportamento e personalidade da pessoa, causando consequências como a perda de memória. No Brasil, existem cerca de 15 milhões de pessoas com mais de 60 anos de idade, 6% delas têm a doença, segundo dados da Associação Brasileira de Alzheimer (Abraz).

Já a Leucemia é uma doença maligna dos glóbulos brancos, geralmente, de origem desconhecida. Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) apontam que em 2019 a doença registrou mais de 10 mil novos casos. Os sintomas incluem anemia, palidez, sonolência, fadiga, palpitação, manchas roxas na pele ou pontos vermelhos, bem como gânglios linfáticos inchados, perda de peso, febre e dores nas articulações e ossos. A campanha Fevereiro Laranja também frisa a importância da doação de medula óssea. Pois a cada cem mil pacientes, apenas um doador é compatível.

As doenças são silenciosas em seus sintomas e de progressão gradual, por isso não deixe de se consultar regularmente. Em caso de suspeitas, procure a unidade de saúde mais próxima.

Com informações de Ministério da Saúde

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará