WhatsApp: (91) 8895-3102
Afiliado a:

Cem anos de vida e dedicação à medicina

0

A Academia de Medicina do Pará promoveu nesta quinta-feira, 17, sessão especial em homenagem ao centenário de vida do Dr. Renato Chalú Pacheco, no auditório do CRM. Como parte das comemorações, o Sindmepa entregou ao médico uma placa comemorativa por se tratar do mais longevo médico sindicalizado. O Sindmepa foi representado na cerimônia pelo diretor de comunicação, Wilson Niwa.

Dr. Chalu, como é conhecido nos meios médicos, é associado há cerca de 19 anos. Cirurgião dedicado, dr. Chalú é um exemplo de amor à profissão, tendo se mantido em atividade até bem pouco tempo.

Com 96 anos, ele foi tema de uma edição do programa de TV Saúde Alerta, do Sindmepa e deu entrevista ao site do Sindicato.  Confirmou que o que mais amava fazer era o trabalho como cirurgião. Tanto que ainda se dirigia diariamente ao hospital Santa Clara para atender seus clientes. Ele prometeu que se aposentaria no ano seguinte. Na cerimônia de ontem, foi saudado pelos presentes e abraçado pela família. Agradeceu a homenagem, emocionado.

Evento reuniu familiares e colegas de profissão de dr Chalú

Doutor Chalú nasceu na Guiana Francesa e decidiu fazer medicina assim que chegou ao Brasil fugindo da Segunda Guerra Mundial, litígio em que seu país estava em desvantagem. Passou no vestibular logo na primeira tentativa, mas como seu diploma de ensino médio francês não havia sido revalidado, não pôde cursar. Em uma nova tentativa passou em medicina e desde então, salvar vidas e ajudar a melhorar a qualidade de vida das pessoas tornou-se seu lema de vida. Através da profissão, tornou-se parte de história. Trabalhou no comitê Charles de Gaulle [ex-primeiro ministro da França], durante a guerra, em Belém, para ajudar as forças aliadas enquanto estudante.

Além de atuar como médico em vários hospitais, foi professor de medicina na Universidade do Estado do Pará (UEPA) e professor de francês no colégio Paes de Carvalho e na Escola Prática e praticante de tênis durante boa parte da vida, fato que talvez explique sua boa disposição e longevidade. “O tênis ocupou minha vida inteira, inclusive eu era o chefe da Federação Estadual de Tênis. Então eu levava os jovens para os torneios no Brasil inteiro”, contou ao site do Sindmepa.

Waldir Cardoso também esteve presente na homenagem

Em mensagem aos que pretendem trilhar o caminho da medicina ele destacou a importância da ética profissional: “A medicina é uma profissão que exige além das condições técnicas, muitas condições morais. A ética é tudo na vida de um médico para que ele não faça igual a muitos profissionais que só visam o lucro e que mancham a reputação dos médicos”.

Representando o Sindmepa na homenagem ao médico centenário, no evento do CRM, o diretor do Sindmepa, Wilson Niwa destacou a força e exemplo do dr Chalu: “Um profissional que é exemplo de amor e respeito à profissão. Merece todas as honras que lhe são conferidas”. O diretor Waldir Cardoso também participou da homenagem.

Outras fotos do evento:

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará