WhatsApp: (91) 8895-3102
Afiliado a:

Proteger crianças e adolescentes é um dever de todos!

0

A violência sexual contra crianças e adolescentes é classificada como um grave problema de saúde pública no mundo inteiro. No Brasil, aproximadamente 30% da população foi abusada sexualmente antes dos 18 anos. Só em 2018, foram 32 mil casos, o que corresponde a três crianças ou adolescentes violentados por hora.

A Constituição Federal no artigo 227 é clara: “é dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança, ao adolescente e ao jovem, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão”.

No Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, 18 de maio, a Federação Médica Brasileira (FMB) lembra que proteger e respeitar crianças e adolescentes é um dever de todos!

Se você tiver conhecimento ou suspeita de algum caso, denuncie.

Disque 100 – Denúncia anônima de vítimas ou testemunhas de violações de direitos de crianças e adolescentes, como violência física ou sexual.

Disque 180 – Em casos de violência contra mulheres e meninas, seja violência psicológica, física, sexual causada por pais, irmãos, filhos ou qualquer pessoa. O serviço é gratuito e anônimo.

Polícias – Quando estiver presenciando algum ato de violência, acione a Polícia Militar por meio do número 190. Também é possível acionar as Delegacias Especializadas no Atendimento à Mulher e as de Proteção à Criança e ao Adolescente da sua cidade.

Safernet Brasil – A rede recebe denúncias de cyberbullying e crimes realizados em ambiente online. Para denunciar, acesse https://new.safernet.org.br/

Fonte: MPC e Unicef

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará