WhatsApp: (91) 8895-3102
Afiliado a:

Pedro Imbiriba apresenta violão solo em live musical

0

A Quarta Musical exibe hoje um show especial de violão solo com o violonista, Pedro Imbiriba. O músico irá substituir a cantora Rosa Cor por motivos de saude. A apresentação reunirá canções marcantes de Antônio Lauro, Tó Teixeira, Villa Lobos, entre outros. Ao longo deste mês a Quarta Musical será transmitida somente por meio de live, sem a participação do público no Cineteatro. A apresentação desta quarta-feira, 06, será às 19h, no Instagram @pedr0imbiriba.

Pedro Imbiriba iniciou os estudos musicais aos sete anos, tendo aula de flauta doce. Aos nove se interessou pelo violão e logo começou os estudos no Instituto Estadual Carlos Gomes, optando pelo violão erudito. “Eu comecei muito como ouvinte, inclusive, bem longe da música erudita. Minha mãe ouvia rock nacional, internacional, as vezes rolava umas rodas de samba que meu avô gosta muito e meu pai também”, relembra.

Aos 21 anos, Pedro está concluindo o curso técnico e cursando o segundo ano de bacharelado no IECG, ambos com habilitação em violão erudito. Como estudante da instituição, o músico ingressou na orquestra de violões IECG da qual ainda faz parte. Assim como também no projeto solo da artista paraense, Malu Guedelha.

Imbiriba conta que criou gosto pela música erudita no Carlos Gomes, onde buscou desenvolver a técnica e aprimorar o repertório. A apresentação na Quarta Musical irá reunir canções dos violonistas Francisco Tárrega, Fernando Sor, Antônio Lauro, Tó Teixeira, Villa Lobos, Baden Powell e Garoto.

“No fim das contas eu acabei voltando para a música popular que foi de onde vieram as minhas referências. Tanto é que hoje eu estou com músicas que são maioria de compositores brasileiros e algumas da América Latina. Eu gosto muito dos ritmos daqui, dessa coisa mais suingada, mais calorosa”, resume.

Serviço

Quarta Musical com Pedro Imbiriba

Dia: 06 de julho de 2022

Hora: 19h

Local: Instagram @pedr0imbiriba

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sindicato dos Médicos do Pará